BENTO GONÇALVES: um pedacinho da Itália aqui no Rio Grande do Sul

05.03.2016 | Bento Gonçalves, Brasil, Destinos, Explorando as Cidades, Viagens Curtas

Bento Gonçalves é a capital nacional do vinho e está localizada na serra gaúcha a 130 km de Porto Alegre. Para os amantes dos tintos, brancos e espumantes, esse é o passeio perfeito. O melhor, é que você consegue fazer e conhecer muito em apenas um final de semana.  Além dos vinhos, Bento conta com uma gastronomia típica italiana, proveniente da região do Vêneto, de onde vem a maioria dos imigrantes que construíram este local. Existem basicamente duas localidades da cidade que você deve explorar. Uma é o Vale dos Vinhedos, onde se concentram a maioria das vinícolas e o cenário é lindíssimo, com colinas, vales e belas estradinhas. A outra é o Caminho de Pedras, no interior da cidade. Um lugar encantador, charmoso, repleto de casinhas de madeira, onde fica evidente a colonização pelos imigrantes italianos.

IMG_6286

Vale dos Vinhedos

IMG_6287

Caminho de Pedras

Nas duas vezes que fomos para lá, nos hospedamos no Farina Park Hotel, uma ótima opção com bom custo-benefício, acomodações agradáveis e um belo café da manhã. Localiza-se na cidade de Farroupilha, a apenas 8 km de Bento Gonçalves. O hotel conta ainda com o famoso restaurante Arte in Tavola, com elaborado cardápio de especialidades italianas. Recomendamos!

No Vale dos Vinhedos, a maioria das vinícolas oferece degustação e visita guiada que inicia pelos parreirais e termina nos corredores subterrâneos com barris de carvalho, onde os vinhos são armazenados. Se você otimizar bem o tempo, pode conhecer de 2 a 3 vinícolas em um único dia. Programe-se antes de chegar no Vale e foque nas que deseja visitar. Atente para o horário das visitações, ao tempo que leva cada tour, qual o dia da semana que pretende ir e se precisa de pré-reserva. A maioria delas abre todos os dias, inclusive aos domingos e feriados e não precisa de reserva. Consulte o site de cada uma e confira todos os detalhes atualizados antes de partir pra serra. Falarei um pouco sobre as vinícolas que tivemos a oportunidade de conhecer por enquanto, pois com certeza, esse é um passeio que pode ser repetido e sempre terá algo novo para explorar. Para todas elas reserve tempo e dinheiro pra gastar nas lojinhas. Com certeza, você vai trazer um (ou muitos) vinhos e espumantes, para se deliciar em casa e relembrar dos belos momentos e sensações que teve por lá.

IMG_0984

Barris de carvalho nos corredores subterrâneos da Vinícola Miolo | Fotografia: Fernando Stuermer

VALE DOS VINHEDOS

ALMAÚNICA

O que chama a atenção nessa vinícola é a chegada. O acesso é por uma estrada de 2,5 hectares de vinhedos que possuem orientação solar norte-sul, ou seja, sol durante todo dia e um clima europeu evidente por todos os lados. Lindíssimo!!!! Aproveite e tire muitas fotos!! Nesta não fizemos a degustação nem a visitação, que custa R$ 30,00.

IMG_1060

Fotografia: Fernando Stuermer

CASA VALDUGA

Foi a primeira vinícola a introduzir o enoturismo no Vale dos Vinhedos. Nela, a visita tradicional guiada dura 1h15min, custa R$ 40,00 e você ganha uma linda taça de cristal personalizada com a marca da Casa. São degustados 2 vinhos tintos, 1 branco e 2 espumantes. Numa das vezes que fomos, o guia era muito simpático e fez a demonstração da abertura de uma garrafa de espumante com um sabre: a famosa degola do champanhe! Tarefa que exige uma destreza impressionante. Adorei!!!!

IMG_0903

Fotografia: Fernando Stuermer

O complexo conta com uma linda pousada e com o famoso Restaurante Maria Valduga. Lá ainda oferecem cursos e experiências únicas, como participar da colheita e da pisa das uvas, além de tomar café da manhã embaixo dos parreirais.

IMG_6255

IMG_2044

DOM CÂNDIDO

É uma vinícola familiar, criada por Cândido Valduga, que desde sua infância convivia com a produção de uvas e vinhos, quando acompanhava o pai nas lidas do campo. Já adulto, fundou seu negócio e começou a produção dos seus próprios vinhos e espumantes. Eles oferecem visitação onde são degustados vinhos e espumantes por R$ 15,00, incluindo taça personalizada da marca, além da possibilidade de aquisição de sucos, geleias e queijos.

Na vez que fomos, tivemos o privilégio de ser recebidos pelo próprio Cândido, um senhor muito simpático, que faz jus ao sucesso do seu negócio. Lá ainda oferecem passeio aos vinhedos centenários, com a possibilidade de colheita de seus frutos no período de janeiro a março, bem como acompanhar a elaboração de seus vinhos.

MIOLO

Na minha opinião, uma das mais belas construções turísticas da região acompanhada por lindos jardins. Rende belíssimas fotos! Inclusive, é cenário constante de casais que aproveitam para fazer fotos pré-casamento por lá. A degustação é composta por um tour guiado que dura cerca de 1h e custa em torno de R$ 20,00. Nele você pode visitar a Vinícola, os vinhedos e degustar vinhos e espumantes. Você ainda é reembolsado no valor de R$ 5,00 para a compra de produtos na loja.

miolo 2

IMG_0957

Fotografia: Fernando Stuermer

O espaço conta também com o Wine Garden, um wine bar a céu aberto, que oferece aos turistas um piquenique com serviço de alimentação e bebidas, espaço kids – uma novidade na região – além, claro, da venda de vinhos e espumantes em taças. Ah! E seu pet é bem-vindo!

Existem muitas outras vinícolas no Vale que ainda não conhecemos, dentre elas destaco: Cave de Pedra, Lídio Carraro, Larentis e Gran Legado. Neste site oficial www.valedosvinhedos.com.br você confere uma lista completa e com todas as informações necessárias.

Curiosidade: os vinhos e espumantes oficiais das Olimpíadas 2016 no Brasil são da região do Vale dos Vinhedos, da Lídio Carraro Vinícola Boutique. Viu que luxo? É o RS mostrando todo seu potencial no ramo da enologia.

Ainda no Vale, você vai encontrar muitas opções gastronômicas. No nosso último passeio, visitamos o espaço gourmet da Zaccaron, que oferece ótimos sorrentinos (massas recheadas de origem argentina) com molhos de diversos sabores. Uma delícia! Neste local, ainda servem os produtos da Dolcetto do Vale, que são sorvetes e cookies de dar água na boca! O ambiente é muito agradável, atendimento impecável e ainda possui uma linda vista pros parreirais. Se gostar dos produtos, pode trazê-los congelados em embalagens especiais.

IMG_2898

IMG_6465

Outro local que visitamos foi a Casa Madeira, que pertence ao grupo Valduga. Uma empresa artesanal que elabora produtos naturais, entre eles estão os famosos e deliciosos sucos de uva, geleias, doces e vinagres balsâmicos, que transportam você à autêntica culinária italiana. Antes de comprar, é possível degustar quase todos os produtos oferecidos na loja e a Casa tem ainda um restaurante subterrâneo com almoço bem típico da região.

Devo sugerir e destacar uma opção de hospedagem bem diferente, top, luxuosa e única: o Hotel e Spa do Vinho. Instalado em meio a uma paisagem estonteante e com ricas tradições culturais, este lindo resort construído no coração do Vale dos Vinhedos reúne o que há de melhor em hospedagem, gastronomia, saúde e lazer na montanha.  O primeiro centro brasileiro de tratamentos vinoterápicos que utiliza a qualidade e o potencial rejuvenescedor da uva do local. Todos os tratamentos e produtos oferecidos são patenteados pelo renomado spa e laboratório francês Caudalie.

SONY DSC

Hotel e Spa do Vinho

Saindo do Vale, existem ainda outras vinícolas bem interessantes e conceituadas. Dentre as que visitamos estão:

FORA DO VALE DOS VINHEDOS

CAVE GEISSE

Localizada a 12 km do centro de Bento Gonçalves, na região de Pinto Bandeira, que hoje é conhecida como a área dos Vinhos da Montanha, por ter todas características ideais para trabalhar com as uvas: como boa altitude, solo com excelente drenagem, boa amplitude térmica e posição solar ideal. Nesta vinícola fomos muito bem recebidos e consideramos a melhor visitação e degustação deste passeio. O tour dura 1h e o preço varia de acordo com o que se vai degustar. Pagamos algo em torno de R$ 45,00 com direito a provar 3 espumantes top. Os jardins do local são lindos e cheios de verde. Aqui eles são especialistas em espumantes e um belo exemplo é o Cave Geisse, ícone da vinícola e considerado pelos experts como o melhor do Brasil. Provamos e concordamos com os eles 😉 .

image6

Além da visitação básica, eles oferecem a Geisse Experience Vivencie, uma experiência única, na qual você descobrirá os segredos que fazem parte do Terroir* Geisse, a bordo de um 4X4 que o levará para conhecer os vinhedos e seus arredores com guia, por 1h30min. Disponibilizam também o Open Lounge, ou seja, desfrutar dos sons da natureza em agradável ambiente, provando uma saborosa empanada artesanal harmonizada com um delicioso espumante da Família Geisse.

*Terroir: é uma palavra francesa sem tradução em nenhum outro idioma. Significa a relação mais íntima entre o solo e o microclima particular, que concebe o nascimento de um tipo de uva, que expressa livremente sua qualidade, tipicidade e identidade em um grande vinho, sem que ninguém consiga explicar o porquê.

IMG_2783

IMG_2955

CHANDON

Localizada em Garibaldi, a 15 minutos de Bento Gonçalves, a empresa é líder absoluta no segmento de vinhos espumantes naturais de luxo. Para visita e degustação, você deve agendar com antecedência por e-mail ou telefone. Eles atendem no máximo 12 pessoas por tour. Não abrem nos domingos e feriados.

IMG_6163

IMG_2648

Adoramos a visita e um diferencial foi que nos permitiram provar o espumante rosé diretamente do tanque de fermentação, antes do líquido ter perlage (borbulhas) e foi uma experiência única e saborosa! Ao fim, fomos guiados para lojinha, onde o tour termina com a degustação de 6 diferentes espumantes. É uma verdadeira tentação e os preços são melhores que os do mercado. Aproveite e leve algumas ou muitas garrafas. E não esqueça de reservar com antecedência, pelo que vimos, a visita é bem disputada, ainda mais em alta temporada.

IMG_6152

Degustação de espumante diretamente do tanque

Ainda em Garibaldi, conhecemos o restaurante Valle Rústico, uma experiência gastronômica e tanto! Comida sofisticada, com vários sabores e aromas peculiares, sempre harmonizando o prato com deliciosos vinhos e espumantes. Necessita reserva.

DON GIOVANNI

Localizada também em Pinto Bandeira, é uma vinícola menor, muito charmosa e aconchegante. Além de vinhos e espumantes, eles fabricam o Brandy, obtido a partir do vinho destilado com graduação alcoólica de 50-70% vol. Lá eles também têm pousada bem disputada e restaurante renomado. Quando fizemos a visita, fomos recebidos muito carinhosamente por um dos donos da bodega. Ele mesmo fez o tour guiado conosco e nos ofereceu a degustação. Não sei dizer quanto cobram pelo serviço e não está informado no site.

IMG_1126

Fermentação do espumante pelo método tradicional | Fotografia: Fernando Stuermer

Dica: quando estiver voltando de Pinto Bandeira para Bento Gonçalves, vale a pena dar uma breve parada no Mirante Cascata dos Amores, à direita. Ali você vai avistar ao longe uma bela queda d’água e um grande vale, que rende ótimas fotos!!

IMG_2079

Cascata dos Amores

CAMINHOS DE PEDRA

Assim como o Vale dos Vinhedos, é um passeio imperdível para quem visita Bento Gonçalves. O roteiro foi idealizado pelo engenheiro Tarcísio Vasco Michellon, pelo arquiteto Julio Posenato e hoje é considerado Patrimônio Histórico do RS, por concentrar o maior acervo arquitetônico da imigração italiana em meio rural no Brasil.

O projeto Caminhos de Pedra, com 12 km de extensão, visa resgatar, preservar e divulgar a cultura, arquitetura e costumes que os imigrantes trouxeram para a serra gaúcha a partir de 1875. Com o turismo, cada dia a região tem se aperfeiçoado e mostrado bastante cuidado e dedicação para receber os visitantes. O roteiro funciona todos os dias do ano, está localizado na zona rural de Bento Gonçalves e os estabelecimentos no trajeto funcionam das 9h às 17h30min. O ideal é você fazer o passeio de carro, pra ter mais liberdade, descer, visitar o que mais lhe agrada e tirar muitas fotos do que mais te inspirar, os detalhes são muitos! Quem prefere comodidade, pode contratar um tour nas agências de turismo, num ônibus antigo, por exemplo.

Durante o percurso, será possível apreciar casas de pedra e de madeira, muitas delas com mais de 100 anos de existência, e suas atividades, como moinho, cantinas coloniais, teares, vinícolas, casa das massas, casa da erva mate, entre outras. A maioria dos locais realiza demonstração, explicação e degustação de produtos. Alguns cobram uma pequena taxa de visitação. São aproximadamente 20 estabelecimentos pra conhecer e tantos outros para contemplar. Reserve, pelo menos, meio dia de visitação e almoce numa das ótimas opções gastronômicas no trajeto. Uma bela alternativa é o Restaurante Nona Ludia, que adoramos! Ele oferece um rodízio típico italiano, com um suco de uva delicioso a um preço justo. Sempre está lotado! Tenha paciência e espere na fila ou chegue cedo.

No nosso último passeio pelo Caminho, tivemos tempo de visitar os seguintes locais:

Casa da Ovelha: processa e vende alimentos feitos unicamente com o leite da ovelha. Oferecem degustação na loja, com destaque para o queijo e o doce de leite! Ali também está o Parque da Ovelha, onde proporcionam aos visitantes uma experiência bacana com os bichinhos como: amamentação de filhotes, tosquia (ato de cortar a lã bem rente ao corpo do animal), pastoreio com o cão da raça Border Collie, alimentação e ordenha das ovelhas, além de passeio de trator. As crianças vão adorar!!!

Casa do Tomate: no local são produzidos e comercializados derivados de tomate como: extrato, molho, suco e tomate seco. Fabricam também refrigerantes de limão, laranja e abacaxi, produzidos pelo processo natural, sem uso de conservantes. O varejo funciona no porão de pedra da casa onde reside a família e onde é feita a degustação. Junto à Casa, você tem a oportunidade de tirar uma foto à moda antiga, ou seja, fazer um registro fotográfico profissional que coloca o visitante em atividades do cotidiano dos imigrantes italianos como: cortar lenha, amolar ferramentas, roçar e plantar, tudo no cenário natural que o Caminho de Pedras proporciona.

Cantina Strapazzoncasa feita de pedra irregular construída por volta de 1880, pelo imigrante Giovanni Strapazzon. Foi adaptada posteriormente para a função de cantina, ou seja, local onde se faz e armazena vinho. Foi cenário em 1995, de algumas cenas do filme “ O Quatrilho”. Desde 1992, o rústico local recebe visitantes e ali oferecem explicação dos processos de elaboração do vinho e degustação. Uma nova residência em alvenaria foi construída mais perto da estrada e no porão dela o turista pode provar e adquirir produtos coloniais fabricados pela família como: pão, queijo, salame, copa, vinho, graspa, suco de uva e outros mais.

IMG_6088

Casa de Pedra onde foram gravadas cenas do filme “O Quatrilho”

image2

IMG_6228

As roseiras protegem os parreirais não deixando que as pragas acabem com as uvas.

IMG_6474

Não tivemos muito tempo nessa oportunidade, mas o Caminho de Pedras é cheio de possibilidades! Explore, se surpreenda e conte pra gente do que mais gostou!

E aí? Ainda tem tempo e fôlego? Existe mais um passeio bem tradicional e turístico que a região da serra oferece: o Maria-Fumaça, um trem que leva você de Bento ao município vizinho de Garibaldi. A viagem surpreende já no embarque, com degustação de queijos e bebidas. Ao longo do trajeto de 1h30mim, os vagões são animados por grupos folclóricos que capricham no repertório de músicas italianas. É pura diversão sobre os trilhos!

 

Por Gabriela Maldaner

Deixe um comentário