BOGOTÁ: A CIDADE DE VÁRIOS SABORES

10.03.2017 | Bogotá, Colômbia, Destinos, Experiências Gastronômicas, Explorando as Cidades, Viagens Curtas

Bogotá é uma das principais cidades da Colômbia, com diversidade gastronômica muito rica, fruto de uma grande mistura cultural e de milênios de cultivo de raízes como a batata, mandioca e milho. Por ser a capital, atrai colombianos de todos os cantos do país, aumentando ainda mais essa fusão de aromas, cores e sabores deliciosos.

As sopas são muito consumidas, algumas delas parecem uma espécie de cozido e servem como uma refeição e tanto. Elas estão em muitos cardápios e são chamadas de Sancochos (leva carne, milho, batata e condimentos), Cuchucos (uma mistura de milho, cevada e trigo, que dá consistência à sopa) ou simplesmente Consomês. Mas a melhor e que merece destaque é o Ajiaco, de consistência espessa, é simplesmente divina e reconfortante. É preparada com pedaços de frango, algumas variedades de batata, milho e guasca (um tempero local), acompanhada de creme de leite, alcaparras, arroz e abacate em fatias, assim você pode brincar a vontade, misturando os sabores. É uma super refeição e na minha opinião, o prato mais típico de Bogotá. Provamos um clássico deste no Candelario Bar (Cra. 5, Bogotá, Colômbia), um restaurante de dia e bar à noite, que fica na região turística central La Candelaria, onde encontramos muitos lugares pitorescos e com cardápio tradicional.

Ajiaco

Foi lá mesmo que experimentamos outro prato muito consumido na região, a Bandeja Paisa, uma refeição bem servida. É composta de arroz, feijão vermelho com sabor especial, arepa (no formato de panqueca sem recheio), abacate, ovo frito, bisteca, linguiça e torresmo, comida pra matar a fome e dar aquele soninho. Peça 1 prato para 2 pessoas.

Bandeja Paisa

Em toda Colômbia, a Arepa é ícone da gastronomia e é consumida em qualquer hora do dia. Você vai encontrá-la em todos locais, como no café da manhã de um grande hotel ou em barraquinhas de rua espalhadas pela cidade. E se não te parecer muito gordurosa, se jogue, pois é uma delícia. Ela pode ser feita da farinha de milho branco ou de milho amarelo. A de branco se parece com uma panqueca grossa feita na chapa. A de milho amarelo já se assemelha ao nosso risoles e normalmente é frita. Elas podem ser recheadas com ovos ou carne, mas existe uma variedade de outros recheios.

Arepas fritas

Arepa recheada com ovo

Nas feiras e nas ruas você encontra o milho na espiga feito na brasa. Mas não é qualquer milho, é uma espiga com grãos enormes e super saborosos. Por serem assados, concentram todo o sabor nesses grãos dourados e macios. Só cuidado para escolher um bem assado, pois se estiver um pouco cru, fica com gosto ruim. Provamos um na feira Mercado de Las Pulgas de Usaquén.

Milho assado no Mercado de Las Pulgas

Nessa feira encontramos várias comidinhas, temperos, sucos, artesanato, decoração e coisinhas para comprar. No post Como conhecer Bogotá em 3 dias você encontra muitas informações da feira e o que fazer por lá.

Sem dúvida, um dos restaurantes mais visitados por turistas é o Andres Carne de Res e sim, apesar de bem batido, vale muito a pena conhecer. Eles possuem duas unidades, a original, que fica na cidade de Chía a meia hora de Bogotá e o Andrés DC,  versão mais urbana e onde fomos jantar. A comida é ótima, o ambiente lindo e muito divertido. Uma banda toca salsa ao vivo e um dançarino tira a mulherada pra bailar. Muito bom e nós adoramos! O cardápio é bastante extenso o que torna a escolha do prato um pouco difícil. Se você for levemente ansioso ou indeciso, dê uma olhada na carta antes, pelo site, pois é bem atualizado. 😉 Mas pra ir aperitivando e escolhendo com calma os pratos, eles servem uma entradinha com pedaços de coco, uvas, melão e physalis e ainda pedimos umas empanadas pra iniciar. Obviamente, escolhemos provar uma carne, “carro chef” da casa. Optamos por um bife de chorizo que veio no ponto certo sobre uma chapa, que manteve o assado quente por toda nossa refeição, acompanhava uma arepa e papas criollas. Para contrabalançar, pedimos também um Ajiaco, pois adoramos o prato e resolvemos repetir.

Prato principal no Andres DC

As comidinhas de rua são sensação pelas calles históricas da cidade. Ao entardecer elas brotam de vários lugares, para alimentar a fome emergencial das pessoas saindo dos seus trabalhos e dos turistas que passearam muito pela linda Bogotá.

As mais comuns são: os Chips de Banana (banana da terra cortada no comprimento da fruta e fritas), os churros (fininhos e moldados em formato de gotas) e manga verde fatiada tipo espaguete (servidas com sal e uma espécie de vinagrete). Essa última é um tanto quanto exótica e se você gosta de experimentar coisas diferentes, não perca. 😉

Banana Frita

Churros

Manga Fatiada

Mas o especial mesmo, das comidas urbanas são as Obleas (discos fininhos de waffle crocantes, recheados com diversas opções). A “matadora” pra mim foi a de doce de leite (que eles chamam de arequipe) com coco ralado e queijo fresco (um queijo muito parecido com o mineiro, meia cura ou canastra). Sim, pode parecer estranho, a primeira experimentei sem o queijo, me pareceu mais lógico, mas quando provei a com queijo, me apaixonei. Outras opções de recheio são: calda de morango, chips de chocolate, confeitos, enfim, cada carrinho tem suas possibilidades. O doce custa em média 2000,00 pesos colombianos, o que equivale a aproximadamente R$ 3,00. Muito barato. Prove várias!

Obleas ao entardecer

O café é super valorizado no país e eles se orgulham muito disso. Tanto que a rede de café Juan Valdez é bem mais famosa do que a Starbucks, velha conhecida dos brasileiros. O cardápio é vasto, cheio de delícias e nos finais de tarde as cafeterias lotam.

As frutas dão um show à parte e são encontradas por todos lados da cidade, como em quase toda a Colômbia. Me fartei de comer pitaya, fruta já vendida no Brasil, mas muito cara ainda. Se nunca experimentou, aproveite. Ela é bastante suculenta, saborosa e refrescante, ideal para os dias de calor. Além dela encontramos Guanabaná, tipo uma graviola, Lulo, muito consumido como suco, sabor e textura bem diferentes, vale a pena provar, Zapote, outro fruto exótico, além de muita manga, abacaxi, maracujá doce, goiaba e banana, se delicie.

Pela grande variedade de frutas, os sucos são muito apreciados no país, porém, o rum com coca continua sendo a bebida preferida dos colombianos, inclusive em Bogotá. Compramos um combo num bar muito bacana chamado Armando Records. Logo logo, nossa blogueira Aline vai escrever sobre a noite na capital e contar os detalhes desse e de outros lugares bacanas! Ah, e a pizza de lá é uma delícia!

Rum com Coca Cola

Outras duas bebidas consumidas, principalmente nas ruas, são: o Canelazo e o Aromatico. O primeiro é uma água fervida com canela e aguardante, bom pra esquentar no frio e ficar com a perna bamba. O segundo é bem parecido, mas feito de ervas aromáticas. Provei o Aromatico e confesso que achei um tanto quanto estranho , mas sabe como é, turista especialista em gastronomia precisa provar de tudo.

Aromatico

A Colômbia é rica em sabores, aromas e cores e vem se desenvolvendo cada vez mais. Então você está seguro para passear e provar muitas delícias e novidades oferecidas tanto em estabelecimentos elegantes, quanto nos mais simples. Aproveite, saboreie e curta cada pedacinho dessa experiência!

Bom apetite e até a próxima! 🙂

LEIA MAIS:

BOGOTÁ | CAPITAL DOS COLOMBIANOS

COMO CONHECER BOGOTÁ EM 3 DIAS

Por Maria Fernanda Tartoni

Deixe um comentário

2 comentários em “BOGOTÁ: A CIDADE DE VÁRIOS SABORES”

  1. Maria lourdes ramalho disse:

    Irei à Bogotá em maio. Estou amando s
    uas dicas.Irei segui-las direitinho.
    Obrigafa6

    • Olá querida Maria tudo bem? Que bom que vc está amando nossas dicas. Ficamos muito felizes com este feedback. Para nós é enriquecedora esta troca. Obrigada :D. Precisando de mais alguma coisa, estamos a disposição é só nos chamar! Volte Sempre e marque nosso insta em suas viagens no @voltosegunda, vamos amar acompanhar suas aventuras! Um abraço da equipe do Volto Segunda. \o/ \o/ \o/