CABO POLONIO, UMA COMUNIDADE ALTERNATIVA NA COSTA URUGUAIA

21.12.2016 | Cabo Polonio, Destinos, Explorando as Cidades, Litoral Uruguaio, Uruguai, Viagens Curtas

Cabo Polonio é uma comunidade alternativa localizada no departamento de Rocha, na Costa Uruguaia. O nome do vilarejo vem de um galeão espanhol chamado Joseph Polloni que naufragou na região em 1735 e acabou batizando o lugar.

Não são exatamente as extensas e desérticas praias, enormes dunas, ilhas habitadas por leões marinhos, pequenas casas brancas, ranchos coloridos e os personagens que os habitam. Nem tão pouco a ausência de água corrente, eletricidade, televisão, carros ou ruas que fazem Cabo ser diferente, é a experiência de tudo isso. O grande barato é chegar, explorar e vivenciar uma inexplicável sensação de liberdade e plenitude.

Essa pequena aldeia está à 143km distante de Punta del Este (via Trajeto 9) e 98km da fronteira com o Brasil (via Chuí).

img_2475

img_2479

883

A população que vive lá é pequena, formada principalmente por pescadores, artesãos e funcionários do farol. Durante o ano, os visitantes são em maioria jovens uruguaios e argentinos, que procuram um lugar para conectar-se com a natureza e descansar, no modo mais off-line possível. Se você pensa em passar um tempo sem internet, esse é o lugar!

Não há rede elétrica, mas muitos estabelecimentos possuem gerador próprio. A tardinha eles são desligados e você só vê as fogueiras nos bares, e dizem que a lua e as estrelas dão um show à parte. Sem luzes artificiais, elas são as protagonistas, bem próximas e brilhantes, o que deve fazer da experiência algo único.

Não chegamos a vivenciar isto, porque ficamos apenas durante o dia e nunca pernoitamos. A última vez que fomos foi em janeiro passado quando estávamos de vacaciones em La Pedrera, vizinha distante apenas 38km e onde costumamos nos hospedar (posts completos aqui!). Naquela ocasião, pegamos o carro cedinho e partimos pela Ruta 10 até a entrada do parque. Foi ótimo passar o dia, mas ficamos com a sensação de que seria incrível ter ficado pra ver o espetáculo das estrelas.

Durante a alta temporada, o vilarejo conta com vários restaurantes, pousadas, hostels e casas pra alugar, devido ao grande número de aventureiros que visitam o povoado. Você vê gente do mundo todo. A vibe Woodstock faz você se sentir em uma sociedade alternativa dos anos 70 e tudo flui despretensiosamente, na maior paz e tranquilidade.

img_2476

861

Cabo também é um paraíso natural e uma reserva ecológica. Toda a zona integra o Sistema Nacional de Áreas Protegidas,  por isso não é mais permitido construir casas e nem ingressar de carro. A natureza está intacta e preservada! As praias de areia branca e extensas dunas são um ótimo local pra explorar o ecoturismo. O mar é verdinho e tem ondas bravas, perfeitas para o surfe.

Há 2 praias, a Playa Sur e a Playa Norte (também conhecida como La Calavera) que estão divididas pelo Farol, onde há uma gigante colônia de Leões Marinhos.

O FAROL DE CABO POLONIO

De cima do farol à 40 metros de altura é possível avistar Las Islas Torres (Encantada, Rasa e El Islote) sobre as quais vivem uma das maiores colônias de Leões Marinhos do mundo. São mais de 300 mil habitando a região. É possível aproximar-se destas ilhas em barco pesqueiro ou bote e observá-los de pertinho, enquanto tomam sol. Os passeios são contratados diretamente com os pescadores. Informe-se lá mesmo! O cheirinho dos leões não é muito agradável, mesmo assim, vale a experiência.

img_2525

913

img_2544

img_2570

img_2579

Infelizmente o farol estava fechado para reparos quando estivemos lá e não conseguimos subir, mas o entorno é tão lindo, com vistas para a aldeia, para o mar e para as rochas onde descansam os leões, que valeu cada minuto do passeio. Além disso, o acesso ao farol se dá por um campo verde cheio de plantas que parecem ter algodão nas pontas, o que faz você pensar que está em “Nárnia”. Surreal de tão bonito! 😀

img_2545

916

img_8755

img_2562

926

img_2583

img_2481

Pra completar o astral, um pássaro me acompanhou durante todo o trajeto desde a Playa Norte até o farol, dando rasantes sobre minha cabeça, acho que rolou uma conexão! ehehehe…Registrei o amigo! 😀

Horários para visitação você encontra ao final do post.

PLAYA SUR

Playa Sur é a mais extensa e ampla por onde chegam os caminhões 4×4. Concorrida por causa de seus pequenos bares que abrem durante a alta temporada e por ser menos ventosa. É a zona das casas e tetos brancos, cartão postal de Cabo Polonio.

img_8446

img_2600

img_2615

img_2636

943

img_6403

PLAYA NORTE (OU LA CALAVERA)

A Playa de La Calavera é a praia onde estão os barcos pesqueiros “La Nena” e “La Juanita” que fazem parte da paisagem. É conhecida pelos inúmeros naufrágios que ocorreram ali. Durante o verão há serviço de salva-vidas.

De um lado, está a ponta rochosa de Cabo Polonio onde se pode apreciar o arquipélago “Isla de Torres” e a colônia de leões marinhos. Do outro, imensas dunas que te convidam a um divertido passeio.

img_6243

img_6244

909

img_8443

Sobre as rochas você encontra restaurantes com vista para a praia onde poderá degustar pratos elaborados com peixes e frutos do mar. Além de parrillas, massas, à la minuta e outras opções.

img_2487

902

CAMINHADAS ATÉ A BARRA DE VALIZAS

Nos dias mais fresquinhos, com protetor solar e reserva de água, você poderá fazer uma caminhada de aproximadamente 8km pelas dunas móveis de 30 metros de altura, partindo da Playa de La Calavera até chegar no Cerro de la Buena Vista na Barra de Valizas.

Valizas é o balneário mais próximo a Cabo e muitos visitantes fazem o caminho inverso dali até Polonio, andando ou à cavalo. Os separam as gigantes dunas que se modificam conforme o vento e o Arroyo Valizas, que dependendo da corrente se pode cruzar a pé ou em barco. 2km à leste está o Monte de Ombués e em frente a ele, a Laguna de Castillos.

No caminho você poderá desfrutar de panorâmicas espetaculares de Cabo Polonio, da imensidão azul do oceano e areias brancas.

OUTRAS ATIVIDADES

Você pode explorar o artesanato no centrinho e em alta temporada fazer aulas de surfe, alugar pranchas e roupas (informações aqui).

img_2626

img_2594

COMO CHEGAR À ESTAÇÃO DO PARQUE NACIONAL

Vá de ônibus ou carro. Para os que optarem por ir de carro há um estacionamento no local, que fica à beira da Ruta 10 no Km 264,5. Ali você pega o transporte que leva até Cabo Polonio.

  • Do Brasil (de carro): está a 98km da fronteira. Para chegar pegue a Rodovia BR 471 até o Chuí e lá a Rodovia 9 até a 16, para depois tomar a Rodovia 10 (ou Ruta 10, como chamam) até a entrada de Cabo.
  • Do Brasil (de ônibus): no Chuí tome um ônibus até Punta Del Diablo. E do próprio terminal faça a baldeação até Cabo Polonio.
  • De Montevidéu (de carro):  pegue a Ruta 1 (sentido Ruta 9), no Km 209 dessa estrada se encontra a sinalização para La Paloma, ali entre à direita pela Ruta 15. Continue até a bifurcação com a Ruta 10, pegue à esquerda até o Km 264,5, onde você encontrará o estacionamento do Parque.
  • De Montevidéu (de ônibus): no terminal Tres Cruces – único da capital – partem ônibus para Valizas e param na entrada do Parque Nacional de Cabo Polonio. Três empresas fazem o trajeto, não somente de Montevidéu, mas de praticamente todas as praias do Uruguai até lá, são elas: COTRutas Del Sol Nunez/Cynsa.

PARA ENTRAR 

Cabo Polonio só pode ser acessada em transporte exclusivo do Parque, à cavalo ou a pé. As saídas dos caminhões 4×4 são às 07h / 08h30 / 09h30 e assim sucessivamente de 1 em 1 hora até 20h30, com a última viagem de retorno às 20h (estes eram os horários em janeiro deste ano, quando fomos a última vez). No site Puerta del Polonio os horários agora são outros (de baixa temporada),  confira aqui. É sempre bom consultar quando estiver planejando a viagem.

  • Ir a pé: são 8km andando na areia fofa. Pode ser vantajoso se o viajante ficar mais de um dia em Cabo e curtir fazer trilhas. Imagino que o trajeto deve ser incrível pelas descobertas naturais do caminho, mas o esforço com o sol forte na cabeça deve ser punk.
  • Em 4×4: a viagem da estação até o vilarejo dura cerca de 25 minutos e percorre 7km. A todo o momento caminhões partem para a praia e retornam para a entrada do parque. O ritmo é contínuo! A viagem é bem divertida e a vista de cima do caminhão é privilegiada. Esta foi nossa opção e foi super tranquilo, além de barato.

848

953

844

VALORES

O translado em 4×4 custa $200,00 pesos uruguaios por pessoa, ida e volta, o equivalente a R$ 25,00 / U$ 8,00. E a diária do estacionamento é de $190,00 pesos uruguaios, em torno de R$ 22,00 / U$ 6,00.

Não esqueça de guardar seus tickets para o retorno.

QUANDO VISITAR

Por estar situada em uma península às margens do Oceano Atlântico e ser aberta por todos os lados, no inverno venta e faz muuuuito frio, podendo chegar a 0ºC. Portanto, se você não gosta de baixas temperaturas, planeje sua trip pro verão. A infraestrutura de hospedagem e alimentação também é melhor em alta temporada, de dezembro a abril, com pico de movimento em janeiro. A temperatura é mais quente neste época, com média de 26ºC. À noite, todavia, cai consideravelmente, para cerca de 13ºC. Leve casaquinho!

Dica Volto Segunda

UMA CURIOSIDADE

Cabo Polonio é muito ensolarada e não tem sombras naturais, sua vegetação é 100% rasteira e agreste. Você não encontra nenhuma árvore alta pra se esconder, portanto, use muito protetor solar, alugue um guarda-sol ou leve o seu. As pessoas costumam fazer barraquinhas com seus panos de praia no maior estilo “Náufrago” o que combina até mais com a vibe roots do lugar.

PASSAR 1 DIA OU PERNOITAR?

Alguns optam por passar 1 dia inteiro, tempo suficiente pra conhecer de ponta a ponta. Outros elegem passar a noite em busca da experiência única de viver como um local, desconectado e isolado de tudo que existe na cidade grande, e profundamente conectado consigo mesmo, com o próximo e com a natureza. Se você tem alma de aventureiro, curte lugares bem rústicos e quer vivenciar Cabo de verdade, fique por uma noite ou mais.

ONDE FICAR

Existem boas opções de pousadas e hostels. Os valores são bem acessíveis! A reserva da hospedagem é a garantia de permanência no local. E como o vilarejo é pequeno, apesar de haver opções, a quantidade de cômodos é limitada, então, planeje com antecedência e faça a sua reserva do Brasil. Lembrando que não existe (e não é permitido) ter camping na praia. Ah, e não espere luxo! 😉

Algumas alternativas:

  • Hostel Viejo Lobo: é o mais famoso. Situado em um belo rancho, está a apenas 1 minuto a pé da praia. O lugar oferece acomodações com vista pro mar. Possui também lareira e uma cozinha de uso comum. Há mercadinhos próximos e fica bem localizado. Sendo assim, é possível preparar as próprias refeições.

img_2592

  • Lobo Hostel Bar: é a hospedagem mais animada de Cabo. Tem restaurante, cozinha e churrasqueira compartilhadas, shows ao vivo e muita interação. Além disso, o albergue oferece casa noturna, um lounge bar e um balcão de turismo.

860

img_6596

  • Cabo Polonio Hostel: localizado na Playa de La Calavera, está aberto 365 dias do ano. Com eletricidade gerada pela luz solar e água quente. Serviço de bar, restaurante, excursões guiadas e passeios à cavalo.

61833459

  • Posada Mariemar: localizada sobre a Playa Norte tem uma ótima vista para o mar, e é uma das poucas com wi-fi grátis e banheiro privativo. Dizem que o wi-fi não funciona direito, mas quem precisa de internet nesse paraíso?

900

Confira outras alternativas aqui!

img_2618

ONDE COMER

Há boas opções de restaurantes, no geral os preços são um pouco maiores do que em outros locais da costa uruguaia. De Taquito, La Golosa, Comipaso La Mujuga, La Cañada, Mariemar, Lo de Dani são algumas das alternativas. Aguarde o post completo de gastronomia.

O QUE LEVAR

Pra quem vai passar apenas 1 dia:

  • mochila (mais prático p/ as longas caminhadas);
  • roupa de banho;
  • toalha ou canga de praia;
  • 1 muda de roupa extra;
  • protetor solar;
  • óculos de sol;
  • boné ou chapéu;
  • máquina fotográfica;
  • guarda-sol;
  • água;
  • algum snack.

Pra quem vai pernoitar:

  • acrescente à lista acima, roupas extras para o friozinho da noite;

Vá com uma roupa leve: biquini, shorts, camiseta e chinelos. Se pretende fazer trilhas mais longas, considere levar um tênis.

Se animou? 😀 Espero que sim!

Caso não tenha esclarecido todas as suas dúvidas é só me escrever 😉

Boa viagem!

Beijos, Angélica

img_2641

REFERÊNCIAS

Puerta del Polonio (Estação)

Endereço: Ruta 10, Km 264,5 Cabo Polonio, Rocha, Uruguai

Tel.: +598 95 643 217

Email: info@puertadelpolonio.com.uy

Hostel Viejo Lobo

Endereço: Plaza Central Cabo Polonio, 27000 Cabo Polonio, Uruguai

Tel.: +598 91 413 013

Lobo Hostel

Endereço: Camino Posadas s/ nº, 27202 Cabo Polonio, Rocha, Uruguai

Cabo Polonio Hostel

Endereço: Playa Norte s/ nº, 27202 Cabo Polonio, Rocha, Uruguai

Posada Mariemar

Endereço: Camino Posadas ao final da rua s/ nº, 27200 Cabo Polonio, Rocha, Uruguai

Tel.: +598 99 875 260

Horário: diariamente das 10h00 às 13h00 e das 15h00 às 19h30. Os horários podem mudar em função das épocas do ano.

Consulte.

Preço: 25 pesos uruguaios, o equivalente a R$ 3,00 aprox.

Por Angélica Maldaner

Deixe um comentário