COMO VIAJAR DE AVIÃO COM CÃES E GATOS

28.01.2018 | Dicas, Viajando com Pets

Para aqueles que consideram o animal de estimação como um membro da família, muitas vezes uma viagem de férias divide corações, em especial as mais longas. Uma dúvida recorrente é a possibilidade de levar seu pet no avião, junto com você na cabine. A boa notícia é que sim, é possível! Mas antes de planejar, é prudente consultar a companhia aérea escolhida, pois existem certas diferenças, bem como limitações conforme o porte do seu animalzinho, que variam por empresa.

O transporte pode ser realizado no compartimento de cargas ou na cabine de passageiros e é permitido somente para cães e gatos. Existem algumas regras, como a acomodação do seu pet em uma caixa de transporte – também conhecida como kennel – que pode ser adquirida em lojas para animais (pet shops, agropecuárias e grandes redes pets ou com departamento direcionados para animais de estimação).

O peso permitido tanto na cabine quanto no porão é contabilizado juntamente com a caixa de transporte. Para levar na cabine, na GOL e na AVIANCA, por exemplo, são permitidos animais que somem até 10 kg (animal + caixa de transporte), já na AZUL o limite aceito é de até 5kg. Nem todos transportam no compartimento de cargas, mas no geral aceitam animais de estimação com até 45 kg (animal + caixa de transporte). Atente-se as dimensões permitidas e verifique as especificações nos links das companhias aéreas, clicando sobre o nome da mesma ao longo do post, ou ao final deste .

Existe um número limitado de animais a serem transportados por voo. No geral, na cabine é permitido somente um animal por passageiro, bem como um por fileira de assentos. A quantidade máxima permitida varia entre três e quatro por voo. Além disso, é necessária uma distância física entre animais de diferentes espécies devido a suas diferenças naturais. Já no porão, cães e gatos não podem embarcar juntos no mesmo voo. Há também limitações conforme a raça, pois algumas são consideradas mais agressivas e, portanto não são aceitas. Informe-se.

Senso comum entre as companhias aéreas é a idade mínima permitida para embarque: filhotes que tenham mais de quatro meses. Algumas empresas são mais específicas e não aceitam o transporte de animais em estado de prenhez (gravidez) ou que tenham realizado trabalho de parto nas últimas 48 horas. A LATAM aceita levar animais no cio, que podem ser transportados, mediante utilização de material absorvente (jornal, serragem etc.) dentro da caixa de transporte, obviamente. Já a AVIANCA não permite.

Em todas as empresas é obrigatório apresentar o Atestado de Sanidade do Animal e o Certificado de Vacinação Antirrábica. O atestado deve ser emitido por um médico veterinário e ter a validade de 10 dias a partir da data de emissão. A vacina precisa ser aplicada com 30 dias a 01 ano antes do embarque.

Outra consideração importante é sobre o uso de calmantes para prevenir o estresse do animal. A LATAM  é clara: medicações calmantes não são permitidas para animais em viagens aéreas, pois trazem consigo a possibilidade de efeitos colaterais, tais como sedação em viagens, relaxamento muscular ou até excitação e ansiedade paradoxal. Solicite uma opção para o veterinário do seu pet, pois existem produtos fitoterápicos que podem muito bem auxiliar nesse momento. Uma boa dica é testar como seu animalzinho se comportará ao utilizar qualquer medicamento ou produto alternativo. Procure um final de semana que você ficará com ele, dê o medicamento e observe seu comportamento.

Dica Volto Segunda

Como o peso do animal não poderá ser incluído na franquia de bagagem do passageiro, um valor adicional será cobrado. Com exceção ao cão-guia, que é isento de taxas, os valores por trecho ficam em torno de R$200, para voos domésticos e entre U$ 100 e U$ 200 para voos internacionais. Atenção: a cobrança é válida por trecho (Origem – Destino, não se aplica cobrança por escalas e conexões). Vale ressaltar, que nem todas as empresas aéreas pesquisadas fazem o transporte de animais em voos internacionais e as mais populares e com políticas claras são a AIR CANADA, AIR FRANCE, AMERICAN AIRLINES, DELTA e UNITED AIRLINESCom relação ao check-in, a orientação é que se faça com 2h de antecedência para voos domésticos e 3h para os internacionais.

Checklist antes de ligar para a companhia aeréa escolhida (tenha em mãos as seguintes informações do seu pet):

  • Espécie e raça
  • Peso do animal
  • Idade
  • Condição (filhote, estado de prenhez, cio)
  • Vacinação e documentos

É importante salientar que uma viagem para um animal de estimação que não está acostumado a sair de seu habitat natural, pode ser um fator de estresse, portanto pondere esta questão já que você conhece seu pet como ninguém. Coloque na balança a vontade da família versus o bem estar de seu cão ou gato.  Vale lembrar ainda, que o transporte não é a única coisa com que deve se preocupar ao cogitar levar seu pet para uma viagem de férias. Uma questão bem crucial é informar-se sobre onde ficar no destino escolhido. Existem diversos hotéis e pousadas pet friendly. Pesquise com antecedência e informe-se bem a respeito das regras de cada local, dessa forma você garante uma viagem sem surpresas para a família.

Aqui você encontra todos os sites e links específicos para facilitar sua pesquisa por companhia aérea:

Para entender mais sobre as regras brasileiras de transporte aéreo, pesquise no site da ANAC ou ligue para a central de atendimento 0800 725 4445 (atendimento 24 horas).

Divida com a gente sua história. 😉

obs: fotos divulgação.

Por Maria Elisa Tartoni

Deixe um comentário

2 comentários em “COMO VIAJAR DE AVIÃO COM CÃES E GATOS”

  1. Sinara Quadros Ribeiro disse:

    Amei esse Ponst, muito esclarecedor! Parabéns amadas! Bjs