COSTA RICA É PURA VIDA!

20.10.2016 | Costa Rica, Destinos, Explorando as Cidades, San Jose

foto-1_650px

Depois de conhecer um pouco da Costa Rica, ficou fácil de entender o lema dos “ticos” – como eles se autodenominam – PURA VIDA!!!  Um país pequeno com uma riqueza natural e diversidade incríveis. Banhada pelos Oceanos Pacífico e Atlântico, possui praias paradisíacas, montanhas vulcânicas, paisagens variadas, parques e florestais tropicais.  A população tem um sério senso de preservação ambiental e o país guarda 5 % da biodiversidade de todo planeta. É uma combinação perfeita e um verdadeiro paraíso para os amantes da natureza e dos esportes radicais.

foto-2_650px

Nossa viagem pra Costa Rica foi programada em função de um concerto de dois cantores latinos que gostamos muito: Juan Luis Guerra e Marc Anthony. Descobrimos que o show seria na capital San Jose e a partir daí criamos o nosso roteiro. Como sempre gostamos de combinar a cena urbana com um destino mais relax, incluímos também uma praia na nossa trip: Jaco. Partimos no início de dezembro e ficamos 3 dias em cada cidade. Estes são dois destinos bem distintos e, portanto, os abordaremos separadamente.

San Jose é uma grande metrópole, populosa, movimentada e bem urbana. Não é tipicamente turística e conhecê-la não demanda muito tempo. A população local é super educada, sorridente e disposta a ajudar.

Já a pequena praia de Jaco é um refúgio para os viajantes que procuram sol, mar e verdes paisagens. Os surfistas chegam em grande quantidade, mas famílias e turistas também aproveitam as atividades, bares e restaurantes que o vilarejo oferece. Com certeza, essa viagem foi algo bem diferente do que estamos acostumadas e foi uma experiência única. A seguir, acompanhe um pouco das nossas aventuras e saiba todos os detalhes antes de embarcar. 😉

img_6593

Jaco- praia muito procurada pelos surfistas

Informações básicas de SAN JOSE

Língua oficial: espanhol, mas a maioria da população também é fluente no inglês.

Localização: San Jose é a capital da Costa Rica e está localizada bem no centro do país, numa região inter vulcânica chamada de Valle Central.

Quantos dias para conhecer: ficamos 3 dias inteiros em San Jose, tempo suficiente para conhecer a cidade e fazer passeios próximos.

Documentação necessária: brasileiros necessitam de passaporte e não precisam de visto para ingressar no país. É obrigatório ter vacina contra febre amarela comprovada na Carteira Internacional de Vacinação.

Como chegar: de avião. Sempre vai existir uma conexão: as mais comuns são pela Copa Airlines, via Panamá, ou pela Avianca, via Lima. Podemos fazer uma média de 9 horas de viagem, incluindo uma conexão, saindo de SP. O aeroporto Internacional Juan Santamaria fica a 23 km do centro de San Jose. Existe uma taxa de saída do país fixada em U$ 29,00, que pode ser paga em dólares, colones (moeda local) ou cartão de crédito, diretamente no aeroporto de partida.

Melhor época para ir: os microclimas são uma realidade na Costa Rica, o que proporciona atmosferas completamente diferentes em flora, fauna e temperatura, em curtos períodos e distâncias. A presença de vulcões é outra variante que interfere no clima, que pode apresentar-se quente e úmido (nas regiões da costa) ou frio (no alto das montanhas). A alta temporada é entre os meses de dezembro a abril (época de seca) e de julho a agosto. E as chuvas vão de maio a novembro, período em que podem ocorrer tormentas tropicais e quando os preços e pacotes ficam mais convidativos. Para quem quer aproveitar as excelentes ondas para a prática do surfe, na Costa do Pacífico, os melhores meses são setembro e outubro. Já na Costa Caribenha, o melhor período vai de novembro a maio.

Clima: tropical e varia bastante em cada região e época. No geral, é ameno ao longo do ano, com médias entre 17°C e 30° C.

Moeda local: colón. Mas o dólar é aceito em todos os lugares, assim como cartões de crédito. Você pode levar dólares e trocar pela moeda local nas casas de câmbio. 1 dólar equivale a mais ou menos 530 colóns.

Onde ficar: San Jose abriga mais da metade do comércio e dos serviços do país. Existem opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos e, em geral, as acomodações tem qualidade. Os bairros de San Pedro, Santa Ana e Escazú se destacam pelo alto nível de opções hoteleiras. Por conta do show que fomos assistir na capital, optamos por ficar no hotel Crowne Plaza San Jose Corobici. Está localizado a alguns metros do Estádio Nacional e ao lado do Parque de La Sabana. É uma bela opção, com bom atendimento, ótimos quartos e excelente café da manhã. Recomendamos!

Transporte local: táxi é a melhor maneira de se locomover dentro de San Jose. Escolha sempre os táxis oficiais (vermelhos) e peça que o taxímetro esteja sempre ligado. No horário de pico o trânsito é bem intenso e você pode demorar bastante para chegar no seu destino. Dizem que o sistema de ônibus funciona muito bem dentro de San Jose. É mais barato, porém, o inconveniente, se você quiser sair da capital, é que não existe uma estação rodoviária, então todos os terminais e pontos de ônibus estão espalhados pela cidade.

Segurança: Costa Rica é considerado um país seguro. Entretanto, em San Jose são necessárias certas precauções como em qualquer outra cidade bem movimentada. Tome cuidado com os seus pertences, deixe objetos de valor no cofre do hotel e não ande em zonas perigosas, principalmente à noite. A segurança da capital está a cargo da polícia municipal de San Jose e das Forças Armadas da Costa Rica.

Voltagem: 110 V e as tomadas, normalmente, possuem dois pinos chatos. Leve adaptador de tomadas.

Fuso horário: – 3h de Brasília

Em breve, post novinho com dicas de como aproveitar melhor os seus dias na capital Costarriquenha! Fique ligado! 🙂

 

Por Gabriela Maldaner

Deixe um comentário