Gastronomia e Diversão em Chicago

23.06.2016 | Business Trip, Chicago, Destinos, Estados Unidos, Experiências Gastronômicas

A primeira vez que estive em Chicago foi em 2014 e pelo mesmo motivo, a feira de gastronomia NRA – National Restaurant Association – Show. Na época confesso que não tinha muita expectativa, não consegui pesquisar sobre o destino, e meu foco era a feira em si. Chegando lá, tudo mudou! A cidade é fantástica, bonita, organizada, com diversos pontos turísticos, programas noturnos e uma infinidade de opções gastronômicas. Encantadora.

Vista Chicago

Vista da cidade de Chicago

Tive a oportunidade de ir novamente esse ano e foi sensacional, pois Chicago e a NRA Show sempre me surpreendem positivamente. A feira é conhecida como uma das maiores do mundo voltadas para restaurantes, e acontece anualmente em maio. Como todo grande evento, é preciso ter disposição e tempo para ver tudo que se oferece. Nesta edição foram 04 pavilhões de expositores, diversos workshops e degustações. Sim, muuuuuita degustação. Se não fosse minha vontade de conhecer a gastronomia local, fora da feira, não seria necessário gastar um dólar com alimentação! 😉

Fomos em um grupo de 10 empresários do ramo, apoiados pelo Sebrae, e ficamos hospedados no Holiday Inn Mart Plaza, que fica bem pertinho do agito de Downtown Chicago. O hotel era perfeito, pois a feira que ficava longe dali, no McCormick Place, oferecia transporte gratuito de ida e volta com parada próxima ao nosso hotel. Além disso, estávamos perto de onde tudo acontece, o que nos rendeu belas caminhadas pela cidade.

Maio é um bom momento para passear por Chicago, pois já é primavera, o tempo é ameno e o sol, por sorte, nos presenteou todos os dias da nossa visita. Em outras épocas do ano é bastante frio e acaba sendo complicado ficar caminhando pelas ruas, o que pode prejudicar os passeios. Se possível, escolha visitá-la quando estiver mais quente (primavera ou verão).

Dica Volto Segunda

Epoca do ano

Chicago na primavera

Nesse post, falarei basicamente de gastronomia e vida noturna, mas você encontra uma descrição sensacional dessa cidade no post da minha maninha Maria Elisa Tartoni: Business Trip Chicago. Então prepare o seu apetite e vamos lá!

A cidade dos ventos (windy city como é chamada pelos americanos) tem uma geografia que facilita bastante os passeios, pois é plana e possui a maioria de seus pontos turísticos próximos. Além disso, encontramos estabelecimentos de alimentação em todas as esquinas! Há muito que experimentar. Aqui vou falar do que provei e considero imperdível.

IMG-20160622-WA0041

Tulipas ao vento.

A orgia gastronômica já começa no café da manhã. O americano de centros urbanos tem o hábito de tomar seu breakfast na rua. Existem uma série de locais que oferecem essa refeição com uma variedade incrível. Eu gosto muito do Pret a Manger, uma rede inglesa que preza pelo frescor dos seus alimentos. Tudo que não é consumido no dia é doado a instituições de caridade. Uma atitude consciente, que super apoio! E lá funciona. Há outros lugares que fazem o mesmo, inclusive, existe um caminhão que passa recolhendo os alimentos doados, para dar o devido fim aos mesmos. Admirável, não?

Voltando ao Pret a Manger, optei pelo sanduíche Pret´s Ham & Cheese, básico perto de tudo que eles oferecem, mas delicioso! Uma baguete recheada com presunto defumado e queijo suíço, folhas verdes e maionese de mostarda. Pedi também um Coco Pot, iogurte de coco sem lactose coberto com amêndoas, coco em lascas, nibs de cacau e goji berry e para beber uma água de coco com sabor original, tudo muito gostoso. Eles oferecem opções para veganos, sem lactose, sem glúten, enfim, menu completo. O restaurante fica aberto o dia todo, com opções deliciosas em todos os horários. O sistema é grab´n go, ou seja, você pega nas prateleiras devidamente climatizadas ou no balcão com as atendentes, paga e leva a comida consigo. Tem algumas mesas para comer no local também.

Existem outras possibilidades para café da manhã, que seguem abertas o dia todo para outras refeições. Eu gosto muito do Panera Bread, com seus baked egg souflés, uma tortinha de massa folhada com diferentes recheios. O meu preferido é o Spinach & Bacon, só provando pra saber. E o Corner Bakery com uma decoração charmosa, que você vai encontrar em muitas esquinas da cidade.

Uma das tendências mundiais é a alimentação saudável e Chicago não poderia ficar de fora. Um dos lugares mais descolados para esse fim é o Lyfe Kitchen, uma rede de restaurantes com o cardápio bem elaborado e distinto do que vemos normalmente por aí. Eu comi o Banana and Coconut Budino, uma espécie de pudim feito com leite de coco e chia (muito utilizada nas preparações nos USA), delicioso e com uma consistência diferente do usual. Além do Blueberry Buttermilk Pancake, uma panqueca feita com quinoa e mirtilo, coberta com iogurte grego, raspas de limão siciliano e maple syrup (calda de maple muito consumida com pancakes no café da manhã dos americanos) e para beber uma Ginger Pomegranate Lemonade. Eu adoro as limonadas aromatizadas e essa não ficou pra trás, com seu sabor de gengibre e romã. Super refrescante!

Ainda na linha do alimento sustentável e saudável, conheça o supermercado Whole Foods, que existe em diversas cidades americanas. Em Chicago o lugar é enorme, com produtos de alimentação até higiene e limpeza, tudo na batida saudável. Vende diversas opções de comida pronta para levar pra casa. Eles oferecem um Buffet por quilo com opções de todo tipo: étnica, sopas, carnes, stews (cozidos), massa, arroz, saladas, em suma, uma infinidade de alternativas que você coloca numa embalagem de viagem (bonita e resistente, a propósito), pesa e leva pra casa. Lá você encontra balcões, nos quais o atendente prepara a comida na hora, e ainda outro balcão de sobremesas de cair o queixo. Prove o sorbet de melancia (watermelon), é demais. 😉 É incrível a praticidade que o americano encontra para alimentar-se. Estou pra ver, aqui no Brasil, um supermercado com tanta oferta rica de comida, #ficaadica.

Imperdível Volto Segunda

Na cidade há excelentes opções de restaurantes especialistas em carnes, sugiro o Gibsons Bar & Steakhouse. Esses são mais caros, mas vale a pena se gostar e puder investir. A casa oferece um cardápio bastante amplo, desde sanduíches até lagosta. O gerente é argentino e pode te ajudar a escolher o corte mais apropriado para o seu gosto. Fizemos uma visita técnica no local e olhando os bastidores, incentivo ainda mais a visita, vale a pena comer lá. Como estávamos em grupo, provamos de tudo um pouco, mas recomendo o TBone acompanhado de vegetais grelhados (vegetable combination), imperdível.

Cortes oferecidos pelo anfitrião.

Cortes oferecidos pelo anfitrião.

Se você é apaixonado pela culinária italiana, tanto quanto eu, faça um passeio guiado pelo Eataly . Pagando U$ 35,00 um funcionário te leva para visitar todas as estações do local, com degustação de inúmeros itens a venda por lá. Para quem nunca ouviu falar no Eataly, é uma espécie de shopping center com produtos italianos, ou que remetem a Itália. Existem unidades espelhadas pelo mundo, a originária é em Roma. A de Chicago, tem uma feirinha de hortifrutigranjeiros, um setor de frios, de queijos, de carnes, de massas, de sorvete, de Nutella e alguns restaurantes espalhados por seus 02 andares. Tutto molto buono, mas como sempre faço minha recomendação, experimente o Tagliatele Ragu, do restaurante de massas. É de comer de joelhos, e invista num potinho de Burrata (disponível na unidade de São Paulo também), mussarela fresca recheada com um delicioso creme de queijo, tudo feito lá. Você pode, inclusive, vê-los produzindo!

Além do Eataly, outro passeio bem legal para os entusiastas gourmets é ir ao French Market, um espaço com várias banquinhas, uma espécie de mercado público europeu, super charmoso. Os doces da Vanille Patisserie, como bolos e macarrons, além de lindos são dos deuses. Como fica perto do centro comercial da cidade, o movimento é mais forte ao meio dia. Final de tarde fica mais vazio, por isso vá antes das 18:00 que encontrará tudo a mil.

Que o hot dog é um ícone americano todo mundo sabe, mas Chicago tem a sua própria versão do sanduíche. Além do pão macio e da salsicha de qualidade, no deles vai picles, tomate em rodelas, pimenta, cebola picadinha e mostarda, tudo temperado com sal de aipo, uma delícia. Como na feira tinha muito cachorro-quente acabei não comendo na rua, mas é só procurar que você achará essa versão diferente.

Pizza, comemos em todos os lugares, mas lá você encontra a Deep Dish Pizza, que parece mais uma quiche, pois a massa tem as laterais altas, cabendo bem mais recheio que em uma tradicional. Dizem que ela surgiu em Chicago, mas você encontra em vários lugares dos USA. A Pizzeria Uno diz ser a inventora do prato datado de 1943, não sei se é verdade, mas que a pizza deles é boa, isso é, provei em Orlando e fiquei fã. Aqui acabei optando por comer no Giordano´s e o sabor escolhido foi de espinafre, uma das mais tradicionais, mas tudo parecia ótimo, tem que provar. Sabe aquelas coisas bem típicas do lugar? Essa é uma delas.

TRADICIONAL Deep Dish Pizza

Eu sou super fã de hambúrguer, principalmente os básicos americanos, então para aqueles dias com menos grana, mas muita vontade de comer bem, vá até o Five Guys. Uma hamburgueria com cardápio simples: hambúrguer, cachorro quente, sanduíches e milk-shakes. Você escolhe os recheios do sanduíche e paga entre U$ 5 e U$ 8. Se quiser, acrescente batata frita por U$ 2,39 a menor ou U$ 2,69 a grande, mas vai por mim, a pequena já vem com uma quantidade considerável. Enquanto espera o seu lanche ficar pronto, que é feito na hora, você pode ir comendo um amendoim torrado com casca. Sério, nunca comi um amendoim tão bom! Ah e se quiser se aventurar, eles tem milk-shakes de vários sabores (um melhor do que o outro) e você pode adicionar bacon, isso mesmo, bacon. Não sei se fica bom, não quis exagerar na dose e comprometer a viagem!

A confeitaria americana é divina, agrada tanto ao paladar quanto os olhos. Como grandes comerciantes que são, sabem bem que a escolha muitas vezes vem da beleza do prato, então os doces são verdadeiras obras de arte e sabor. O lugar mais legal que conheci foi a Magnolia Bakery. Ficou famosa quando apareceu no seriado Sex and the City, como o melhor cupcake segundo a Carrie, personagem principal da série. Ela fez tanta fama que foi comprada por empresários que a transformaram em franquia, e está em vários lugares do mundo. Com sua decoração retrô, bolos e cupcakes de dar água na boca, a visita a bakery é uma experiência imperdível. O que provei e mais gostei foi o Banana Pudding, um creme de banana com biscoito. Vale muito experimentar, é super saboroso e um dos produtos mais vendidos.

Além de comer bem, passear muito e comprar, a cidade oferece uma cena noturna bacana. O jazz e o blues são pontos fortes de Chicago, com nomes muitos tradicionais tocando por lá.

Nós fomos ao Kingston Mines, um bar mais afastado do centro da cidade, que vale muito a pena conhecer. Tem 02 ambientes com palcos diferentes, onde duas bandas se dividem em shows, de alto nível. Quando uma para de tocar, todo mundo migra para o outro ambiente e a festa continua. Parece confuso, mas é bem divertido. Os músicos normalmente são tradicionais da cidade e tocam muito blues. O cardápio de cerveja é bem variado, para todos os gostos e a comida é boa. Lugar bem tradicional, um pouco rústico, me senti muito a vontade por lá.

Agora se você gosta de agito, não pode deixar de conhecer os bares da Rua Hubbard, tem um ao lado do outro, com os mais diferentes tipos de música, ambiente e público.

IMG_7437

Hubbard at night

Vá ao Howl at the Moon , na minha opinião, o lugar mais divertido da rua, onde acontece um duelo de pianos. Dois instrumentos, um de frente para o outro duelam, tocando músicas pedidas pelo público. Você preenche um papel com o que quer ouvir, coloca uma graninha e os cantores tocam para a diversão da galera. Os drinks são um espetáculo a parte. Uma amiga foi pedir o Sex In The Moon, se atrapalhou no inglês e saiu com um balde com um monte de canudinhos para compartilhar com todos, foi super divertido. Custa U$ 10 para entrar e paga o que consome. Diversão garantida.

Na saída dos estabelecimentos normalmente tem limousines que fazem o papel de táxis, eles cobram entre 40 e 70 dólares e te levam pra casa ou pra onde queiram ir. Como sai baratinho para cada um, cabem mais de 10 pessoas nos carros, a diversão é garantida, pois ainda tem espumante e música a bordo, assim a experiência da noite fica completa.

20160522_023420

Chicago na minha opinião é demais! Gastronomia, passeios, parques, compras, diversão, gente bonita e simpática, enfim, muita coisa bacana para fazer. Tenho certeza que você irá se surpreender. Escrevi do pouco que conheci, tem muito mais por lá, aventure-se  e divirta-se bastante!

Como profissional da área gastronômica, fiquei perplexa e apaixonada por tudo que vi e experimentei por lá, voltei com vontade de abrir uma porção de negócios aqui no Brasil, algum investidor a fim de embarcar nessa comigo?!?!?!

Então vou me despedindo por aqui porque já fiquei com fome, tenho que voltar pra lá, logo logo! Quem quer ir junto? 😀

LEIA MAIS

DIVERSÃO E GASTRONOMIA EM CHICAGO

BUSINESS TRIP CHICAGO

Por Maria Fernanda Tartoni

Deixe um comentário