LUA DE MEL PELOS PUBS NAS ILHAS BRITÂNICAS – EDIMBURGO, POR ANDREI FONSECA E JULIANA KOPITTKE | PARTE 3

30.05.2016 | Convidados, Edimburgo, Escócia, Explorando as Cidades, Lua de Mel

EDIMBURGO – ESCÓCIA

Edimburgo9

Uma das cidades mais lindas que conhecemos em todas as nossas viagens. Aqui se respira história, whisky e castelos. Você verá diversas vezes escoceses com o kilt, aquela saia xadrez usada pelos homens. Se quiser comprar uma original, prepare o bolso, é caro e depende de cada clã.

Ao chegar, você notará que ninguém fala “Edinburgh”. Nem tente fazer o seu melhor sotaque britânico. Se quiser parecer um local, pronuncie o nome da cidade como “Êdimbrá”, com ênfase no “erre” e quase escondendo o “i”.

Edimburg

EDINBURGH CASTLE AND THE ROYAL MILE

O melhor passeio de todos da capital escocesa. Aqui se gasta boa parte do dia e se ganha muito em conhecimento de história e diversão. Requer calma para fazer os roteiros dentro do castelo, que é dividido em várias partes.

O Edinburgh Castle fica muito bem localizado, no alto, de fácil visualização da maioria dos pontos da cidade. O visitante paga £16 para entrar e pode desfrutar da maioria das atrações. Recomendo um audio guide por £3.50. Pode-se pegar o mapa em português, se o visitante preferir.

Edimburgo20

Edimburgo3

Edimburgo13

Edimburgo12

 

 

Edimburgo19

Edimburgo2

Edimburgo1

Poderia falar de diversas atrações contidas lá, mas vou citar algumas que mais me chamaram atenção: Museu Nacional da Guerra, Casa do Governador, Palácio Real, Prisão Militar e o One o’Clock Gun. São 25 atrações explicadas no mapa. Há diversos cafés e lojas onde se pode comprar whisky e lembranças da visita (The Royal Mile). Faça a foto clássica nos imponentes portões de entrada.

Edimburgo22

Edimburgo30

Edimburgo

Edimburgo34

Edimburgo31

THE SCOTCH WHISKY EXPERIENCE

Bom, aos admiradores da tradicional bebida escocesa, aqui está o passeio principal. Fica muito próximo ao Castelo, poucos metros na verdade. Por módicos £13.50, fizemos o Adult Silver Tour, onde aprendemos muito sobre a preparação do whisky. Existem outras modalidades, inclusive com roteiro de três horas e muita degustação, mas optamos pelo mais simples.

Na nossa modalidade, entramos – literalmente – em um barril e navegamos por uma história muito bem construída e de fácil compreensão sobre o processo de fabricação do whisky. Confesso que nunca fui um grande admirador da bebida, mas após este tour, já sei escolher melhor quando for beber esta maravilha escocesa. Existem quatro regiões na Escócia e cada uma delas tem um sabor característico. Ao final, escolhe-se um deles e é possível experimentá-lo.

The Scotch Whisky Experience, sim, super recomendo. Gostaria de voltar e fazer um tour mais completo.

Edimburgo - Whisky Experience6

Edimburgo - Whisky Experience4

Edimburgo - Whisky Experience2

BIDDY MULLIGANS

Escolhemos este simpático Irish Bar, Biddy Mulligans, como nossa segunda casa ao longo da nossa estada em Edimburgo. A comida é muito boa, ambiente espetacular e o atendimento é bacana. Música irlandesa ambiente, o que já me deixou animado de cara. Sempre conseguimos mesa, mas com o passar das horas ia ficando lotado e quem sentou, sentou, quem não sentou não senta mais. 😉

Não há mais muito que dizer. Vá lá, ache seu lugar, peça uma Tennent’s e aproveite a noite. Slàinte!

A propósito: Slàinte (se pronuncia algo como Slandjá) significa “saúde” em gaélico, a forma como os escoceses brindam nos bares.

THE KENILWORTH NICHOLSON’S FREEHOUSE

Aqui vem a nota negativa da nossa incursão entre os pubs da linda Edimburgo. Caminhávamos pela Rose Street, uma simpática rua no centro da histórica cidade e decidíamos qual seria o local que abrigaria nosso almoço. Passamos em frente ao Nicholson’s Pub e decidimos entrar, pareceu bastante aconchegante. E realmente o local é espetacular. Pena que tem problemas.

Estava praticamente vazio, recordo que havia uma ou duas pessoas sentadas no bar e creio que apenas uma mesa ocupada fora a nossa no amplo salão. Sentamos e ficamos aguardando sermos atendidos, o que demorou bastante. Percebemos que a única pessoa disponível, um senhor na casa dos 40 e muitos ou 50 e poucos, não fazia questão de olhar para nós. Finalmente conseguimos pedir, os preços realmente eram bem bons.

Não lembro se a comida demorou, mas a cerveja sim. Pô, nada irrita mais do que sentar num bar e esperar para ser servido, ainda mais a bebida. O cara ficava de papo com um dos clientes no balcão e não dava a mínima para nós. Fiquei imaginando quando o local estivesse cheio e um amigo dele fosse lá. Ninguém beberia ou comeria nada.

Local lindo, porém nem um pouco recomendado.

FRANKENSTEIN PUB

Aqui está um local bem interessante para os fãs da criatura remendada e famosa dos cinemas. Sabia que havia um bar temático do Frankenstein em Edimburgo e não foi difícil encontrá-lo, pois é divulgado em quase todos mapas turísticos distribuídos gratuitamente, assim como em guias da cidade.

Foi assim que chegamos ao The World Famous Frankenstein & Bier Keller. O lugar é enorme, tipo daqueles bares temáticos que você pode fazer a festa da firma e se divertir. A comida é boa, nada demais.

O que mais chama a atenção, sem dúvida, é a decoração. Tem um laboratório no andar de cima que, de repente, começa a produzir raios e um monstro de quase três metros de altura levanta da cama e desce próximo aos clientes. Gosto deste tipo de coisa. 😀

Não curti muito o atendimento. Não havia muitos clientes e o cara que nos atendeu não tava muito a fim de papo, nem de simpatia.

Recomendo, acima de tudo. Bom para as crianças!

MOTEL-ONE EDINBURGH ROYAL

Faço questão de recomendar o Motel-One Edinburgh Royal. A localização é simplesmente espetacular, os principais passeios podem ser feitos a pé, fica a poucos metros da estação de trem e as acomodações são muito boas. Um preço justo pelo conjunto da obra.

O café da manhã é cobrado à parte, pelo menos foi assim no nosso pacote. Custou £7.50 para cada um. Confesso que achei um tanto salgado. Aliás, esta é a única parte negativa sobre o hotel. Em um dos dias, chegamos faltando 30 minutos para encerrar o serviço, e fomos (mal) atendidos por uma moça loirinha, que fez questão (diversas vezes) de salientar que havia pouco tempo para a nossa refeição. Resolvemos encarar, mas ela não deu sossego. Se eu pegasse salame no balcão, ela ia lá e recolhia o salame. Fora isso, super recomendado.

HARD ROCK CAFE EDINBURGH

Creio que um dos melhores HRC (Hard Rock Cafe Edinburgh) que fomos em todas nossas viagens. Tivemos a sorte de encontrar um garçom escocês que simpatizava com o Brasil, falou sobre futebol, nos deu sobremesa de graça pela lua de mel e nos apresentou uma garçonete espanhola muito doida que nos divertiu ao longo da noite.

Edimburgo28

Hard Rock Cafe - Edimburgo

E aí, curtiu Edimburgo? É mesmo sensacional! No próximo post, contaremos nossa passagem por Glasgow…

Por Andrei Fonseca & Juliana Kopittke

Fotografia: Andrei Fonseca e Juliana Kopittke. 

LEIA MAIS:

LUA DE MEL PELOS PUBS NAS ILHAS BRITÂNICAS – LONDRES | PARTE 1

LUA DE MEL PELOS PUBS NAS ILHAS BRITÂNICAS – I WISH I WAS BACK IN LIVERPOOL | PARTE 2

LUA DE MEL PELOS PUBS NAS ILHAS BRITÂNICAS – GLASGOW | PARTE 4

LUA DE MEL PELOS PUBS NAS ILHAS BRITÂNICAS – DUBLIN | PARTE 5

DESTINOS MAIS PROCURADOS PARA LUA DE MEL: PARA INSPIRAR CASAIS APAIXONADOS E INDECISOS

Por Aline Maldaner

Deixe um comentário