LUA DE MEL PELOS PUBS NAS ILHAS BRITÂNICAS – DUBLIN, POR ANDREI FONSECA E JULIANA KOPITTKE | PARTE 5

06.06.2016 | Convidados, Dublin, Explorando as Cidades, Irlanda, Lua de Mel

DUBLIN – IRLANDA

Dublin9

Dublin6

Dublin12

Finalmente chegamos à última parada da nossa super lua de mel: Dublin. Não me recordo se já havia comentado antes, mas sou um grande fã (e colecionador) de música celta, logo Dublin tinha um significado especial para mim. Além do tour pelos bares, era necessário aprofundar os conhecimentos e apreciar música irlandesa “direto da fonte”.

Nosso hotel ficava localizado, bem próximo à área conhecida como Temple Bar e fizemos praticamente todos nossos passeios a pé. Também recomendamos o tour de ônibus que passa pelas principais atrações, onde o turista pode descer, aproveitar e depois retomar o passeio no veículo seguinte.

Dublin - Temple Bar3

Dublin - Temple Bar2

Dublin

Dublin3

THE TEMPLE BAR PUB

Algumas pessoas fazem confusão, pois há uma região da cidade chamada Temple Bar e um pub com o mesmo nome. Bom, os dois são ótimos. Aliás, Dublin é perfeita para quem gosta de boemia, pois a música não para e é possível encontrar agito em qualquer canto de Temple Bar. Nessa área, inclusive, tem o Hard Rock Cafe da cidade, caso o leitor seja entusiasta da marca como eu e minha esposa somos.

Assim que chegamos de viagem, almoçamos e fomos conhecer o The Temple Bar pub. O lugar em si é escuro e bem quente, prepare-se para tirar todos seus casacos e mantas. Conseguir mesa é uma tarefa complicada, optamos por ficar próximo ao balcão. É verdade que não recordamos haver muita simpatia por parte dos atendentes, o que é um ponto negativo em se tratando de uma atração altamente frequentada por turistas. Cabe ressaltar que a cerveja nesse pub é mais cara que a média da cidade. Pagamos €5.95 o pint de Guinness, contra €4.90 na Guinness Storehouse. A Carlsberg saiu por €6.85, enquanto em outro pub ali próximo pagamos €6.40.

No fim das contas, claro que é visita obrigatória, porém não faça dele a sua sede para a “cerveja nossa de cada dia”. Pelo contrário, há pubs bem melhores. Mas, quem vai a Dublin tem que ir ao The Temple Bar pub, tomar uma Guinness e ficar até ouvir Whiskey In The Jar.

Dublin - Temple Bar4

THE MERCHANTS ARCH

Ao caminhar pela rua principal de Temple Bar, vimos um cartaz que levava a um pub, no final de um beco, próximo ao River Liffey. Foi aí que conhecemos nossa base de diversão em Dublin: The Merchants Arch.

Esse lugar tem exatamente o que gostamos em um pub: cerveja boa, atendimento simpático, música de qualidade e não fica tão cheio. Creio que fomos lá, todos os quatro dias em que estivemos em Dublin e nos divertimos bastante. A cerveja é mais barata que em The Temple Bar pub. Pagamos €6.40 o pint de Carlsberg.

Possui dois andares, tem espaço para quem quer ficar num canto mais intimista ou então, é possível escolher um mesão e colocar toda galera. Há bancos e mesas altas em frente ao palco. Nós ficamos sempre no balcão. A música não é muito alta, deixando o ambiente realmente muito agradável.

Merchants Arch - Dublin

CAFFE ITALIANO

Após vários dias a base de hambúrguer e fast food, decidimos procurar um restaurante italiano e tivemos uma grata surpresa nas ruas de Temple Bar. Encontramos o Caffe Italiano (7 Crow Street, Temple Bar, Dublin 2).

A fachada não é muito convidativa, fica junto a uma loja de cds de reggae e tem uma portinha bem pequena. O ambiente em si é minúsculo, também não dá muitos ares de conforto. Mas aí vem a comida… ESPETACULAR! É o típico restaurante familiar: massa caseira feita na hora, vinhos bons e atendimento com simpatia. Não lembro os preços, mas foi bem acessível. Recomendadíssimo.

THE GUINNESS STOREHOUSE

Parada obrigatória para quem visita Dublin: conhecer a fábrica da Guinness, a famosa cervejaria irlandesa. Se você pretende comprar o tour de ônibus Dublin Sightseeing, fique tranquilo que esta é uma das paradas mais desejadas pelos viajantes.

Trata-se de uma construção antiga onde funcionou a fábrica da Guinness e hoje é um museu riquíssimo de atrações. Um prédio imponente de 7 andares, mais um subsolo, onde o turista perde (ou melhor, ganha) boa parte de um turno do dia na visita. Vale, a cada andar, observar com calma o processo de fabricação da marca, assim como a história dessa cerveja.

Além da parte de exposição, há muita interatividade. É possível fazer um curso rápido de como servir Guinness, que incrivelmente tinha mais fila das pessoas que queriam experimentar a cerveja. Esta experiência, aliás, foi uma das mais incríveis que tive em museus que visitei. A atmosfera criada é realmente impressionante.

Após o tour completo, o visitante recebe um voucher para degustar uma Guinness no Gravity Bar, no sétimo andar. Prepare a câmera e tire muitas fotos, pois é possível ter uma vista impressionante da cidade.

Delicie-se em um dos restaurantes que existem por lá. Nós escolhemos um pequeno, creio que era o Arthur’s Bar. Refeição simples e pints de Guinness a €4.90

THE ARLINGTON HOTEL

Na nossa última noite achamos exatamente o que estávamos procurando em termos de música: Arlington Hotel. Aqui realmente eu fui a loucura com o som que os caras fizeram. Inclusive, o vocalista da banda Celtic Nights é parente de um dos fundadores do The Dubliners. Atração imperdível, para você que procura música e dança celta.

Se o visitante quer jantar, é necessário fazer reserva antes, do contrário é muito difícil conseguir mesa. Nós chegamos e pedimos um lugar no balcão, que estava vazio e ficou parcialmente preenchido até o início do show, por volta das 20hs.

Por mais de duas horas, é possível ouvir uma banda de altíssima qualidade executando os clássicos irlandeses e contando a história de cada música. Tipo do show que eu gostaria de ver todo dia. Fantástico! Há muita interação com a plateia, então cuidado pra não ser convocado a fazer uns passos de dança e virar atração para todos.

Definitivamente recomendo. Quando voltar a Dublin, será a minha parada número 1.

Dublin1

Dublin2

E assim nos despedimos dessa série de 5 posts, contando a nossa inesquecível lua de mel pelos pubs das Ilhas Britânicas. Até a próxima! 😉

Por Andrei Fonseca & Juliana Kopittke

Fotografia: Andrei Fonseca e Juliana Kopittke.

LEIA MAIS:

LUA DE MEL PELOS PUBS NAS ILHAS BRITÂNICAS – LONDRES | PARTE 1

LUA DE MEL PELOS PUBS NAS ILHAS BRITÂNICAS – I WISH I WAS BACK IN LIVERPOOL | PARTE 2

LUA DE MEL PELOS PUBS NAS ILHAS BRITÂNICAS – EDIMBURGO | PARTE 3

LUA DE MEL PELOS PUBS NAS ILHAS BRITÂNICAS – GLASGOW | PARTE 4

DESTINOS MAIS PROCURADOS PARA LUA DE MEL: PARA INSPIRAR CASAIS APAIXONADOS E INDECISOS

Por Aline Maldaner

Deixe um comentário