O QUE LEVAR NA MALA PARA O RIO DE JANEIRO

20.10.2017 | Arraial do Cabo, Brasil, Búzios, Destinos, Fazendo a Mala, Rio de Janeiro

A gente ama a combinação de cidade + praia. Já fizemos algumas viagens assim como para Havana e Varadero (em Cuba) e Cartagena e San Andrés (na Colômbia), pra citar alguns exemplos. Primeiro você explora a cena urbana de uma capital ou grande metrópole, geralmente em um ritmo mais acelerado, depois finaliza as férias descansando em alguma praia paradisíaca. É uma forma de desacelerar pra voltar à rotina de trabalho com mais energia.

O Rio de Janeiro é um destino super procurado por todo mundo, mas fazer a mala é um quebra cabeça. A começar pelo estilo despojado dos cariocas, passando pela imprevisibilidade do clima e pela combinação de praia com cidade….que dá um nó no cérebro. Então a minha ideia é deixar aqui um guia pra facilitar a viagem.

Tem também essa nova regra de franquia de bagagem, que você tem que pagar a mala que vai despachar à parte da passagem e varia de acordo com a cia aérea, tipo de ticket e peso da bagagem, ou seja, um gasto extra. Então, levar somente o necessário significa economia pro seu bolso.

A Aline, minha irmã e sócia aqui do blog, foi pro RJ em setembro (os posts dela você confere aqui, aqui e aqui) e eu fiz a mala pra ela. Não sei se você chegou a acompanhar, mas já escrevi vários posts tutoriais de mala aqui no blog. É que eu presto consultoria de estilo profissionalmente, então a galera do VS conta comigo pra produzir os looks de viagem, depois transcrevo pra cá em forma de painel. Se você está curtindo e achando útil, se tem sugestões ou dúvidas, me escreva, será um prazer conversarmos. Inclusive se você é daqui do RS e quer contratar minha consultoria é só escrever para angelica@voltosegunda.com ou amaldaner@gmail.com que passo informações mais detalhadas.

Voltando ao Rio, a trip da Aline foi de 2 semanas contando deslocamentos. Ela ficou 1 semana na capital e os outros dias fez uma road trip com amigos pra Região dos Lagos (Arraial do Cabo – conhecido como o Caribe Brasileiro e Búzios). Então teve de tudo: aeroporto, programas culturais, pernada pela cidade, escola de samba, museus, jardins, baladas, pegar estrada de carro, praia, barco, jeep, chuva e sol. Além do mais, estava friozinho e chuvoso na capital (siiiiiiim!!!! inacreditável!). Então, decidir o que levar foi um quebra cabeça! No fim, a mala pesou 23kg e a franquia foi de R$ 50,00 no trecho de ida e R$ 30,00 no trecho de volta (com cias aéreas diferentes). Mais detalhes sobre a franquia de bagagem você encontra neste post.

Bora fazer a mala?

Os itens que você deve levar na bagagem de mão você encontra aqui neste post e a farmacinha básica de viagem, aqui.

As cariocas não somente são descoladas, como também são saradas e bronzeadas. Chegar lá branquela em tom “palmito” é bola fora. Como tudo tem solução, tenho uma boa dica de autobronzeador que estou testando há cerca de 1/2 ano. É da Best Bronze, conhece? A aplicação é fácil, não mancha e não fica aquele odor forte (de pele sapecada ehehe) dos autobronzeadores comuns. Sério, sou muito chata com cheiros e me surpreendi positivamente. Duas aplicações são suficientes pra você conseguir aquele tom de pele bonito, com ar saudável. Claro que quanto mais aplicações mais bronzeada você vai ficando. Pra quem tem pouco tempo é o ideal, você não precisa ir a uma estética fazer jet bronze e coisas do tipo. Faz em casa, rapidinho! 😉

Além do spray pro corpo, a marca tem sachês pro rosto. São envelopes pequenos com lencinhos umedecidos autobronzeadores, que você pode levar na bolsa e ir retocando na região do rosto, pescoço, braços e cólo, pra acelerar o bronzeado durante a viagem. Bem prático. Amei!

Para o retoque final, recomendo o hidratante (que tem um cheirinho de coco maravilhoso e substâncias regenerativas) e o iluminador. Dois produtos que dão o acabamento perfeito deixando a pele macia e iluminada. Amei a textura e principalmente porque não mancham a roupa. Efeito total glow! Você encontra o kit on line aqui.

Outro item indispensável nessa mala é um balaio de praia. Palha está em alta até para os looks urbanos, então você pode usar em qualquer ocasião nesta viagem. Pra passear ou ir à praia. O balaio da Aline é da marca gaúcha (com cara de carioca) Balaio de Praia. Além do modelo tote de mão, a marca tem uns bauzinhos e clutches com alça, que dá pra usar à tiracolo, assim você explora a cidade com as mãos livres. Um modelo mais bonito do que o outro. Pra encomendar, é só chamar pelo WhatsApp (51) 99679 4455, e-mail balaiodepraia@hotmail.com ou DM no Instagram da marca aqui.

Olha que linda! (e dá pra personalizar com as iniciais do seu nome)

Dica Volto Segunda

Pra transportar uma bolsa de palha estruturada tem 2 formas: levar como bagagem de mão ou colocar na mala enchendo de roupas, assim você cria um “molde”, o que evita que ela amasse. Chapéu de palha, segue esse mesmo raciocínio. Fácil fácil! 😀

Para 15 dias de viagem, uma mala média é o suficiente. A do painel é da Samsonite e olha que bafo aquele detalhe em camel das bordas! Tô apaixonada! 😀

Para os 2 looks de aeroporto, qualquer uma das calças com camiseta, tênis e casaco (cardigan ou jaqueta jeans) fica perfeito e confortável. Eu pensei em sugerir um tênis colorido pra dar uma variada (como verde militar ou mushroom – cinza), mas esse branco da Superga vai absolutamente com todas as roupas desse painel. Então branco é branco, não tem muito o que inventar quando precisamos economizar espaço.

Mochila é sempre uma boa porque é prático pra tudo, já vai na bagagem de mão e não ocupa espaço na mala. Além disso, você pode levar 1 ou 2 bolsas menores de usar à tiracolo pra passear e sair à noite. A preta já seria suficiente, mas uma bauzinho de palha dá um charme bem especial pros looks, especialmente numa cidade como o Rio, combina super!

Outro detalhe do painel que preciso comentar é que coloquei a sugestão de 4 bikinis (apenas!) e 1 maiô. Bueno, se você escolher cores e estampas versáteis, trocando a parte de cima de um bikini com o outro você terá não 4, mas 8 ou 9 combinações, aí é só lavar e ir revezando. Outra possibilidade é levar ainda mais um top, que vai gerar mais umas tantas possibilidades. Na hora de comprar bikinis novos, pense nisso. Bikini é um item caro, então se liga na versatilidade. 😉

Sobre os acessórios, não leve muitas joias chamativas, assim você evita qualquer perrengue com assalto. A minha irmã achou tranquilo e não passou por nenhuma situação de perigo, mas não custa prevenir e ficar sempre alerta, como em qualquer cidade grande. Pra dar um up nos looks, utilize recursos como bandadas estilosas, que podem ser usadas na cabeça, no pescoço, no pulso, como cinto ou na bolsa. Também invista num chapéu de palha e óculos de sol.

Nessa trip é quase certo que você não precisará de roupas formais, a menos que decida jantar em algum restaurante elegante ou ir ao teatro, por exemplo. O Rio é cheio de alternativas legais! Então, seguindo o estilo que propus no painel acima (onde tudo combina com tudo) e com a quantidade de itens sugeridos, você passará bem! Se precisar de algo mais chique, aqui vai minha sugestão:

Para uma noite mais elegante, você pode optar por vestidos sequinhos, tipo slip dress (como o do painel acima), de tecido leve e alturas midi ou mini. Esse tipo de vestido é ultra sexy e feminino, sem ser vulgar. Tome cuidado para escolher uma peça não tão colada ao corpo. Se estiver fresco, a melhor opção é um blazer tuxedo, estilo boyfriend mais soltinho, pra ajudar a amenizar a formalidade das demais peças. Uma sandália minimalista ou mule com salto alto bloco para mais conforto, podem completar bem o look. Pra finalizar, acessórios mínimos: clutch pequena e brincos ponto de luz. Quanto menos excesso, mais chique.

Qualquer dúvida, me escreva abaixo, será um prazer ajudar.

Beijos e até a próxima. 😉

LEIA MAIS:

NÃO É SÓ DE PRAIAS QUE VIVE O RIO DE JANEIRO

ONDE COMER E O QUE FAZER À NOITE NO RIO DE JANEIRO

ARRAIAL DO CABO E BÚZIOS: 2 PARAÍSOS NO RIO DE JANEIRO

FAZENDO A MALA: O QUE VOCÊ NÃO PODE ESQUECER | PARTE 1 (farmacinha básica de viagem e outros detalhes)

FAZENDO A MALA: O QUE VOCÊ NÃO PODE ESQUECER | PARTE 2 (bagagem de mão e look de viagem)

FAZENDO A MALA: O QUE VOCÊ NÃO PODE ESQUECER | PARTE 3 (limite de peso da sua bagagem e protect bag. Cuidado apenas com as novas regras de franquia de bagagem. Como mencionei acima elas mudaram, e foi um tempo depois que escrevi este post, mas há outras infos importantes e vigentes nele)

Por Angélica Maldaner

Deixe um comentário