QUE TAL CONHECER GRAMADO E CANELA FUGINDO UM POUCO DO ÓBVIO? | PARTE I

23.10.2017 | Brasil, Canela, Destinos, Experiências Gastronômicas, Explorando as Cidades, Gramado, Viagens Curtas

Oi gente! Organizar um esquema pra escrever sobre Gramado e Canela, sem dúvida, foi o meu maior desafio aqui no blog. A razão principal é que moro em Canela há 14 anos, totalizando o tempo de faculdade de hotelaria e quando retornei pra trabalhar na área, então conheço quase tudo por aqui e, além disso, a variedade de programas legais pra fazer é algo excepcional.

Procurei seguir uma linha mais “outdoor”, pra você conhecer os principais pontos turísticos das cidades e suas belezas naturais. E coloquei um recheio muito especial nesse post, indicações gastronômicas pra lá de gostosas. Terão coisas óbvias, claro, que se você está vindo pela primeira vez tem que conhecer, mas tenho certeza que também vou te surpreender. Ou assim espero (rsrsrs).

Essas duas charmosas cidades de colonização alemã e italiana, estão localizadas na Serra Gaúcha (Rio Grande do Sul) na Região das Hortênsias, lindas flores que, durante a primavera e o verão, colorem deixando tudo ainda mais bonito. Destinos eleitos os mais procurados do Brasil e da América Latina pelos turistas, junto com o Rio de Janeiro que acabamos de trazer aqui no blog.

Você sempre ouvirá falar de Gramado e Canela, porque são cidades vizinhas, unidas por meros 7km da Avenida das Hortênsias. Esse trajeto é tão recheado de atrativos que você nem percebe que está indo de um município para o outro. Fazem parte também da região, Nova Petrópolis (aí sim você achará que está na Alemanha) e São Francisco de Paula (que ainda preserva a calma típica de interior).

O Castelinho Caracol é uma das primeiras residências de Canela, construída entre 1913 e 1915, em estilo alemão enxaimel. Funciona lá uma casa de chá, que serve o mais famoso “Apfelstrudel” (torta de maçã) da região.

Entenda porque esse polo turístico se destaca tanto:

  • Oferece inúmeras alternativas de hotéis, pousadas e hostels;
  • Tem múltiplas opções de museus, parques temáticos e atrações para crianças e adultos;
  • É a terra do chocolate artesanal no Brasil e pioneira no assunto;
  • Sua beleza natural é ímpar e pode ser apreciada em todos os lugares, especialmente nos parques verdes, sendo assim, oferece também diferentes modalidades de esportes de aventura;
  • A diversidade e qualidade da gastronomia com seus muitos fondues, cafés coloniais, galeterias, churrascarias e lugares especiais pra comer (que vou contar aqui) é descomunal;
  • O comércio é forte com destaque para as lojas de couro, calçados, malharias e decoração;
  • Recebe e promove importantes eventos como: Festival de Cinema de Gramado, Gramado Aleluia, Natal Luz, Teatro de Bonecos de Canela, dentre tantos outros;
  • Em comparação a situação nacional, a região é bastante segura, você ainda consegue andar despreocupado;
  • Por fim, as cidades são limpas e, em geral, organizadas.

Os sites oficiais de turismo são: Gramado Inesquecível e Canela Paixão Natural.

A Serra Gaúcha ficou famosa pelo clima e charme europeus, sendo, à princípio, um destino muito procurado no inverno. Até tivemos neve por aqui em alguns anos e é verdade, porque eu vi! 😉 Mas hoje em dia, pelas numerosas atrações e pelo clima mais ameno no verão, recebe turistas o ano todo! Um episódio muito frequente aqui, que chama atenção dos visitantes, é que num mesmo dia podemos experimentar diferentes estações do ano. O dia começa com sol forte, e em alguns minutos baixa uma cerração fechada, você não enxerga mais nada na rua, e a temperatura cai repentinamente. Aí já vai uma dica, mesmo com previsão de calor traga também roupas quentinhas e sapatos fechados. A gente que mora aqui, sempre tem um casaco à mão. E no inverno, aproveite pra tirar do armário seus casacões de lã, botas, cachecóis, toucas e luvas. Nosso frio é bem úmido.

Se você prefere conhecer os lugares com menos tumulto, como eu, evite a alta temporada: mês de julho, Natal Luz (de novembro a meados de janeiro), Festival de Cinema (uma semana em agosto), Páscoa e feriados prolongados. E em todos os finais de semana, inevitavelmente, tudo fica cheio. Os aspectos que mais estressam são o trânsito, porque as cidades são pequenas e não comportam tantos carros, e as filas de espera nos restaurantes e em algumas atrações. Tudo é bastante caro, especialmente em alta temporada, então prepare o bolso.

  • Como chegar e circular:

Há duas opções de aeroportos, o regional Hugo Cantergiani em Caxias do Sul (66km de Gramado) e o Internacional Salgado Filho em Porto Alegre (96km de Gramado), preferência da maioria, pela maior oferta de voos e facilidade de pouso em função das condições climáticas. Em Canela também há um aeroporto para aeronaves de pequeno porte, então se vier com seu jatinho, já sabe! 😀

De carro, as rotas mais utilizadas saindo de Porto Alegre são: por Taquara via BR-116 e RS 115 ou por Nova Petrópolis via BR 116 e RS 235, pela Rota Romântica. Ambas tem pedágios e a viagem dura em torno de 2 horas, se o trânsito colaborar. Via Taquara poderá ser mais rápido e prático, via Nova Petrópolis a estrada é bem mais sinuosa, sendo difícil ultrapassar em alguns trechos, mas o caminho é lindíssimo, então depende do seu tempo.

Uma parada obrigatória em Três Coroas (se vier por Taquara) é no Templo Budista. É simplesmente maravilhoso, um dos meus lugares favoritos no Rio Grande do Sul (qualquer hora sai um post de lá).

Outra alternativa é o ônibus executivo da empresa Citral que sai direto do Aeroporto de Porto Alegre para as rodoviárias de Gramado e Canela e vice-versa. Custa em média R$ 42,00 o trecho.

Alugar ou não alugar um carro? Se você ficar mais tempo eu diria que sim, desde o aeroporto. Embora eu acredite que a melhor forma de explorar os lugares é andando, você terá que optar por se hospedar em Gramado ou Canela, então terá esse deslocamento entre cidades, alguns parques que vou sugerir são um poucos mais afastados, tem os lindos municípios vizinhos pra conhecer, enfim poderá ser bem útil, ainda mais se estiver muito frio ou chovendo. O estacionamento é cobrado, em sistema rotativo, no centro de ambas as cidades.

Ah, aproveite que está tão pertinho e visite (mesmo!) o Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves, os Cânions em Cambará do Sul e Porto Alegre, nossa linda capital. Sem exagero, lugares espetaculares! Confira os posts abaixo, estão o “luxo do gaúcho”, como dizemos por aqui (rsrsrs).

BENTO GONÇALVES: UM PEDACINHO DA ITÁLIA AQUI NO RIO GRANDE DO SUL

O VALE DOS VINHEDOS EM 2 DIAS

CAMBARÁ DO SUL: A TERRA DOS CÂNIONS

PORTO ALEGRE: UMA CIDADE MULTICULTURAL

PORTO ALEGRE AO AR LIVRE

Voltando a Gramado e Canela, em termos de transporte público, tem o ônibus circular (pode demorar um pouco), o táxi é um absurdo de caro (uma corrida de 7km entre as cidades à noite pode custar R$ 40,00) e agora, felizmente, está chegando o uber com seus preços justos, mas ainda não está bem consolidado.

De qualquer forma, leve roupas e sapatos confortáveis e ande muito a pé ou de bike! Você contemplará paisagens incríveis, poderá tirar lindas fotos e ainda gastará as calorias dos desatinos gastronômicos que cometerá.

  • Onde se hospedar:

Como comentei acima, são inúmeras alternativas pra todos os gostos e bolsos. Os sites de busca booking.com e trivago sempre são super úteis nessa tarefa, porque você pode selecionar onde quer ficar e o quanto deseja gastar, hospedar-se em Canela pode ser mais barato. Há ainda um site local que gerencia reservas na região, o Gramado Site.

Costumo indicar pros amigos uma pousada que fica quase em frente ao meu apartamento no Centro de Canela, a Encantos da Terra. Meus sócios aqui do Volto Segunda já ficaram lá e a Elisa faz um relato pra vocês:

“Tivemos uma agradável surpresa com a Pousada Encantos da Terra. Pra quem gosta de ficar em região central e fazer tudo a pé, a localização é ideal. Está a poucas quadras do centro da cidade e pertinho de Gramado. Uma localização tranquila, com estacionamento, bem seguro. Fica em frente ao Espaço 273, outro achado charmoso em Canela.

Fomos muito bem recebidos pelos queridos Tânia e Mauro, que nos contaram a história da pousada e sobre os três pilares que construíram o local: a sustentabilidade, o envolvimento com a comunidade local e a gestão de negócio. Nota-se em todos os cantos essa preocupação. Já ganharam alguns prêmios e certificações como o título Platina, do Eco Líderes do Trip Advisor 2016 e a classificação como Eco Hospedagem, entre outros.

O lugar é aconchegante, a equipe é simpática e prestativa (passam muitas informações úteis da região), tem wi-fi, sala com computadores e internet, com chá, café e cappuccino disponíveis o dia todo. Os quartos são amplos, super confortáveis, com lençol térmico, frigobar e ar condicionado. Ah, e a lareira traz todo o aconchego no frio, nos sentimos em casa.”

  • Sugestões de passeios e de onde comer tri bem (tri = “muito” do gaúcho):

Montei 4 esquemas seguindo a linha que comentei lá no início. E gente, há muito mais o que conhecer! Então, na medida do possível, vamos lançando novos roteiros aqui pra vocês. Na gastronomia, só vou indicar a caloria que vale a pena! 😀 Como sou suspeita pra falar dos lugares que frequento, levei a equipe do blog pra conhecê-los e a Fê, nossa Chef, vai dar o seu aval de profissional da área.

Então, vamos aos roteiros, considerando que você fique de quinta a domingo, porque alguns lugares não abrem ou só abrem no final de semana. Para o post não ficar tão longo, nessa parte estão os Roteiros I e II. Na parte II (que sai ainda essa semana) você encontrará os Roteiros III e IV.

Roteiro I (sugestão para quinta, primeiro dia)

O Bustour é o transporte coletivo turístico oficial de Canela e Gramado. É um ônibus de dois andares (double deck) com vista panorâmica e posso afirmar que é muito bacana conhecer a cidade “de cima”. Ele passa por mais de 35 atrativos turísticos e opera no sistema hop-on hop-off, ou seja, você pode descer e subir nas paradas, quantas vezes quiser. O que te dá a liberdade de ficar mais tempo em algum lugar e de utilizá-lo como meio de transporte. O ticket custa R$ 69,00 por pessoa e se quiser comprar pra mais dias, tem um valor especial.

Se realizar esse tour no primeiro dia, você consegue ter uma visão geral de tudo que tem pra fazer, escolher o que mais lhe interessar e organizar sua logística para os próximos dias. Vale muito a pena! Nós saímos da loja da Brocker Turismo (agência responsável pelo ônibus e expert em turismo na região) do Centro de Gramado, às 9h16, não descemos do ônibus nenhuma vez e chegamos de volta na loja em torno do meio dia, pra você ter uma ideia do tempo geral do passeio. O trajeto é longo, portanto escolha bem onde descer. Ah, se estiver hospedado em Canela, a Brocker também tem uma loja aí.

Vou sugerir algumas paradas pra esse dia:

Pelo meio dia você pode descer na Catedral de Pedra de Canela (Nossa Senhora de Lourdes). Essa bela igreja em estilo gótico é uma das mais fotografadas e já foi eleita como uma das sete maravilhas do País. Durante o Sonho de Natal (programação natalina de Canela), o Papai Noel e seus duendes descem de rapel a torre de 65 metros de altura, bem radical (rsrsrs). Todos os eventos que ela sedia são emocionantes! Vale a pena também conferir a iluminação da sua fachada à noite.

Ao lado da catedral tem uma loja indiana maravilhosa, a Mãos do Mundo. Eles vendem roupas, acessórios, aromas, decoração, móveis, tudo tão lindo, é de enlouquecer. Ela é onipresente em todos os aniversários e amigos secretos da galera! Ah, e se você gosta de velas conheça a Flammi o Mundo da VelaNa loja, um pouco mais afastada do Centro, eles fazem peças incríveis a preços justos, além disso, você pode escolher as cores e a artesã esculpe na hora. Processo interessante de assistir.

Depois de conhecer a igreja, minha sugestão top para o almoço é o Empório Canela. Ele é um dos queridinhos dos locais e também dos turistas há mais de 10 anos. Seu ambiente descontraído, mistura restaurante com livraria, lojinha de artesanato (você encontrará presentes bacanas) e lounges bem decorados com gente bonita. 😉 Se o tempo estiver bom, é possível sentar na parte externa e curtir a vista da Catedral de Pedra.

Conforme prometi, aí vai a resenha da nossa Chef:

“Almoçar ou jantar no Empório Canela é tudo de bom. A cozinha é eclética com pratos criativos, gostosos e bem fartos. Foi difícil escolher o que comer, de tantas delícias que tem no cardápio. Resolvi dar uma trégua, pois sempre quero provar o diferente, e experimentar um prato clássico aqui no sul, o entrecot. Claro que não era um entrecot qualquer, era o San Lorenzo servido sobre uma cama de batatas rústicas e queijo sansoe com cebolas carameladas, salsa criola e uma farofinha deliciosa. Exatamente o que eu queria naquela hora, saí feliz do nosso almoço, quer coisa melhor?

Também provamos o Penne Mignon, prato clássico da casa, massa com iscas de filé salteados no vinho tinto, cebola, tomate e nata; a Milanesa de Lombo, lombo de porco à milanesa com purê de batata doce e redução de goiabada e shoyo, a goiabada é feita pela mãe da proprietária, o prato é simples e ao mesmo tempo com sabores peculiares, muito saboroso; o Costa Dourada, peixe branco (no dia era o Meca, alto, firme e saboroso, eu gosto muito) com risoto de camarão flambado na cachaça, suco de laranja e rúcula, sabor surpreendente, adoramos! Pra dar uma equilibrada, pedimos um prato mais light: a salada Do Chef, peito de frango empanado no gergelim, com mix de folhas, damasco e ricota, uma refeição e tanto.

Como vocês podem perceber a chef Roberta Rech, é super criativa. Pra completar, a casa é uma graça e o atendimento despojado e eficiente, não deixe de conhecer.”

O Empório também é uma ótima pedida pra happy hour e pra aquele lanchinho de qualquer hora. Tem no cardápio sanduíches, petiscos, cervejas, sopas, sucos, cafés e doces muito apetitosos. Como a Fê disse, a gente sempre sai feliz de lá! 😀

No meio da tarde, você pode se despedir do Bustour parando no Lago Negro, um dos cartões postais de Gramado. O visual é espetacular! As águas verde escuro do lago refletem a vegetação ao seu redor. São muitos pinheiros, azaleias e hortênsias, cada uma em sua época. O “parque” tem ótima infraestrutura com um café, banheiros, segurança e pedalinhos. As crianças piram andando nos tradicionais cisnes ou ainda nas caravelas dos piratas.

Durante a semana quando está mais tranquilo, é possível caminhar e correr na pista ao redor do lago. Muitas pessoas levam suas toalhas pra deitar na grama, fazer um piquenique, relaxar e esquecer do tempo!

Se quiser ficar até mais tarde, talvez não consiga retornar com o ônibus, então fique ligado no horário. É possível retornar ao centro de uber ou, em último caso, de táxi (há muitos deles por lá).

Gosta de chocolate? Então outra parada necessária é na fábrica da Prawer, ainda na Avenida das Hortênsias entre Gramado e Canela. Você verá muitas marcas pela região, porém a Prawer faz história e chocolates maravilhosos há 40 anos, são os papas do chocolate artesanal no Brasil e principais responsáveis pela serra se destacar nessa matéria. Você poderá realizar uma visita conduzida gratuita na área de produção e assistir ao trabalho dos artesões. O cheiro doce no ar é tudo de bom. Ah, prove também o chocolate quente deles, é delicioso!

Se não tiver tempo de ir na fábrica (que funciona somente de segunda a sexta), há mais três lojas em Gramado. Esses chocolates são um presente formidável! Eles também tem um café no centro de Gramado, a famosa Casa da Velha Bruxa, depois conto mais de lá.

E pra finalizar esse dia em grande estilo, vá jantar no Magnólia. Esse restaurante, bar e cinema localiza-se num lindo casarão dos anos 50 em Canela. A decoração é vintage, de muito bom gosto, cada ambiente é de encher os olhos. Na sala de cinema passam os clássicos e no bar você pode beber e petiscar com os amigos, sempre ouvindo boa música. As quintas são embaladas por vinil e rodada dupla de chope. Adoro!

Vamos ver o que a Fê nos conta da gastronomia de lá:

“Uma parada obrigatória em Canela é o restaurante Magnólia, localizado num lindo casarão antigo, mistura o atual com o clássico formando um ambiente agradável e oferece um cardápio pra todos os gostos! Estávamos em 5 pessoas e cada uma pediu um prato diferente, mais uma vez foi difícil escolher. Eu pedi de entrada um ceviche de camarão e manga, e a Fernanda (minha xará e proprietária do lugar) nos surpreendeu trazendo o fondue de Brie, carros-chefes das entradas, ambas deliciosas.

Pedi auxílio a Fernanda, que também é proprietária do Empório Canela, pra escolher meu prato principal. Como o cardápio tem uma veia francesa bem acentuada, ela sugeriu o risoto de pato e shitake, que representa bem a casa, é uma delícia. O prato mais pedido é o Filé Magnólia, filé com crocante de castanha e risoto de maçã verde e gorgonzola, precisa estar com fome pra comer tudo, mas é tão gostoso que conseguimos a façanha.

Ainda experimentamos o Pomodorini, massa tipo papardelle ao molho de alcachofra, azeitonas pretas, tomate confit, mussarela de búfala, alcaparrones e ervas frescas. O Filé Monsier, filé com chutney de cebola roxa e massa tipo sorrentino de granna padano e molho de espumantes, uma explosão de sabores, surpreendente mesmo! E a Lasagna do Mar, massa artesanal muito delicada com molho velouté, lula, camarão, peixe branco e azeite trufado, muito gostoso e leve, próprio pra comer a noite. Nossa jantar foi delicioso em todos os sentidos: lindo lugar, atendimento muito cortês, trilha sonora de bom gosto e a comida, a cereja do bolo!”

E aí, ficou com água na boca? Pois é, além de tudo isso rola muitos shows bacanas na casa. Nessa dia, estava tocando a Petit Poá, uma banda de Porto Alegre que canta músicas em francês, um luxo! Fique bem ligado na programação que está sempre atualizada na página deles no face, porque toda a semana tem algo diferente, descolado e de muito bom gosto acontecendo por lá!

Para quem vai jantar com crianças, um dos destaques do local é o Espaço Kids, com monitora. A moça que trabalha lá é uma fofa, brinca e cuida dos pequenos com muito carinho. Ah, e devido ao sucesso a casa está sempre lotada. Reserve mesa com antecedência.

Roteiro II (sugestão para sexta, segundo dia)

Nesse dia, minha proposta é que você fique passeando por Canela, o que eu acho tudo de bom! Acorde com calma, coloque seus tênis e vá andar pela Vila Suzana, um bairro residencial e super arborizado, colado no Pousada Encantos da Terra. Seguindo pela rua da pousada, se estiver com crianças, no caminho encontrará um lago (que fica no Grande Hotel) cheio de cisnes, patinhos e mais adiante uma pracinha.

Você caminhará por lindas e tranquilas ruas (pra quem gosta de correr o bairro é plano), sentindo aquele ar fresco e puro no rosto. Sensação de paz e liberdade, o que, para quem vive em grandes cidades, pode ser um privilégio.

Após sua caminhada, vá tomar café da manhã na Confeitaria Martha no Centro de Canela. A confeitaria funciona de terça a domingo, mas o café da manhã é servido de sexta a domingo e nos feriados à partir das 10h. Desde 1983, as receitas do vó Martha e tantas outras novas que vieram depois, fazem a alegria dos canelenses e conquistam os turistas que passam pela cidade. É realmente um “must go”! Um lugar super aconchegante, cuidado nos detalhes, onde tudo é bom, o único inconveniente é que você perde um tempinho na frente do balcão, tentando decidir o que vai comer dentre tantas delícias.

A Fê conta sobre o nosso café da manhã lá:

“Sabe aqueles lugares que a gente provavelmente só conhecerá por indicação de moradores ou por sorte? Pois bem, essa é a Confeitaria Martha, um lugar lindo, bem decorado e ótimo pra tomar (também) o seu café da manhã. Eles oferecem alguns combos, com preços bem justos. Nós experimentamos todos, é claro. 😉

Você pode comer um pedaço bem farto do bolo do dia (peça o de maçã, é simplesmente divino, levamos pra casa um inteiro) + café + suco, por R$ 15,60. Por R$ 16,90, um pão caseiro na chapa (escolha o de milho, com um sabor que lembra a cozinha da nossa avó) + geleia + manteiga + suco + café. Ou por R$ 19,90, uma omelete bem fininha recheada de presunto ou peito de peru e queijo + pão na chapa + suco + café. Além dessas opções existe uma extra deliciosa, as panquecas americanas (pancakes), você se sentirá nos Estados Unidos, eu amei.

 

Tudo isso é “só” o café da manhã, a confeitaria serve outros salgados, pães, cafés especiais, tortas, doces, opções leves para o almoço… Tudo, tudo uma delícia e feito com muito carinho, pois toda a família trabalha lá. Talvez você tenha a sorte de ouvir algumas histórias do Miti, pai da nossa querida Cristina e marido da Zena, que tocam o negócio com maestria, é realmente uma sinfonia de sabores.”

Então meu amigo, vá lá conferir! Se não rolar no café da manhã, vá em qualquer horário. Aqui no Sul, fazemos umas pizzas de aniversário fofinhas e lá tem uma dessas de sardinha, que é minha perdição… experimente!

Depois desse cafezão, bora andar mais um pouco? Seguindo pela rua da Confeitaria, a Avenida Julio de Castilhos, em direção ao Centro você chegará na Avenida Osvaldo Aranha, a principal de Canela. À esquerda você verá a Catedral de Pedra e à direita poderá conhecer a Praça João Correa, a principal da cidade, onde ocorrem vários shows, especialmente de música, e eventos diversos. O Centro de Informações Turísticas está ali na praça, então aproveite pra pegar seu mapa e tirar qualquer dúvida.

Logo em frente, você verá a Casa de Pedra, histórica construção que atualmente abriga um cine-teatro, com espaço pra exposições e apresentações artísticas. Atrás dela, você encontrará a feirinha de artesanato e ali próximo o antigo prédio da Estação Ferroviária de Canela. Vale andar por toda a avenida principal, que não é muito grande, e explorar o que te interessar mais.

A tarde, minha dica de passeio é o Parque da Ferradura. Pra chegar lá é preciso ir de carro, pois fica ainda além do Parque do Caracol, que você viu no Bustour. Nesse trajeto entre os parques, se você observar, verá imagens religiosas (santinhos), que são decoradas pelos moradores pra expressar sua devoção e pra proteger quem por ali passar, é conhecido como o Caminho das Graças.

No Parque da Ferradura, é possível apreciar uma das vistas mais bonitas de Canela! Esse é um dos meus lugares favoritos, levo todos que vem me visitar lá!

No alto do cânion, de 420 metros de extensão, está localizado o Vale da Ferradura e lá em baixo, em seu contorno, está o Rio Santa Cruz que forma a ferradura, que dá nome ao lugar. O parque tem três pequenas trilhas ecológicas que levam a mirantes e uma maior que leva a Cascata do Arroio Caçador. As pequenas duram em torno de 10 minutos e a da cascata, em média 2h30 pra descer e subir, num bom ritmo. A dificuldade é média, pois o caminho é bastante íngreme em alguns trechos. Mas vale muito o esforço, já fui várias vezes e vou muitas mais! Normalmente há poucas pessoas lá embaixo e o visual da cascata e do rio é espetacular. O rio é raso em alguns lugares, então você pode andar pelas pedrinhas, sentar na margem e ficar com os pés na água, sentindo o frescor da correnteza. Aí, a conexão com a natureza é forte e faz muito bem pra alma!

E se não estiver a fim do esforço físico, você pode simplesmente visitar os mirantes, sentar e curtir a vibe do lugar. Outra sugestão bacana é realizar um piquenique ali, nós, do Volto Segunda, adoramos fazer um! 😉 A estrutura do parque é ótima, tem estacionamento, um restaurante/lanchonete com banheiros, churrasqueiras, playground e o lugar é seguro.

Após essa tarde maravilhosa, minha indicação é que você termine seu dia num lugar igualmente especial e único: o Espaço 273, um mercado cultural, que fica em frente a Pousada Encantos da Terra, que a Elisa mencionou. Um local moderno e descolado, onde arte, gastronomia, cultura, moda e entretenimento se encontram. Bom gosto e amor estão por todos os cantos! A decoração é incrível com quadros e objetos criativos, o pátio com um lindo jardim e pista de skate te permitem curtir ao ar livre, assim como o deck na entrada. Discos de vinil selecionados garantem a boa música e a comida, nem se fala…

A Fê conta em detalhes o quão bem se passa lá!

“Fomos muito bem recebidas pelos queridos proprietários do Espaço 273, Caca, Paulinho e Ale, onde está o Bistrô Noon, conduzido pelo criativo Chef Policarpo. Ele preparou para nós um menu degustação, mostrando um pouco do melhor do seu cardápio.

Começamos com palitos de legumes crocantes, de cenoura e abobrinha empanados em farinha panko e assados. Por não serem fritos (aliás, não tem nada frito no cardápio) ficaram leves, acompanhados dos molhinhos barbecue, mostarda e ervas. Foi uma excelente forma de iniciar nosso almoço. Pra dar uma refrescada na refeição degustamos a salada caprese, mix de folhas com tomates cerejas e cubinhos de queijo minas, regados ao molho pesto. A apresentação estava linda, o que aumentou a vontade de devorá-la. Ainda numa batida saudável, provamos o rondele de abobrinha, fatias finas de abobrinha recheadas com creme de ricota e espinafre, com purê de cenoura e moranga. Esse purê estava dos deuses, cremoso e super saboroso. É uma alternativa fantástica pra quem quer algo leve e saudável, sem perder no sabor.

E ainda está longe de terminar. Prosseguimos com o Cogumelo Noon, cogumelo Paris gigante, recheado com tomates italianos, manjericão e redução de aceto balsâmico, super gostoso, mas a apresentação deu todo o charme a comida. O pessoal do 273, trabalha muito bem com arte e isso está refletido na apresentação dos seus pratos, esse cogumelo, é uma obra prima. Seguimos com o Entrecot Noon, meu preferido, entrecot grelhado no ponto certo, ou melhor, certíssimo, com chutney de abacaxi, batata doce caramelizada e farofa. Não sei o que é melhor nesse prato, só sei que a combinação deu um resultado fantástico.

E pra finalizar, experimentamos uma sobremesa que ainda não estava na carta. Uma espécie de crepe crocante (massa fina, tipo folha no formato de tubo) recheada com doce de leite e polvilhada com farofa de amendoim (paçoca), uma delícia!

A equipe toda está de parabéns, criatividade, sabor e uma bela apresentação dos pratos se misturam com um atendimento simpático e acolhedor. O resultado não poderia ser melhor!”

Fantástico né!? Além de almoçar e jantar, você pode ir lá a tarde petiscar algo ou fazer um happy hour. Se for jantar vá cedo, pra poder curtir com calma, porque às 22h30 é a 3ª badalada do sino que anuncia que o Espaço está fechando. Fique ligado também nas redes sociais deles, pois rolam muito eventos na casa como o “Noon na Brasa”, quando o Chef prepara a comida no jardim.

Ah, e pra te judiar mais um pouco (rsrsrs), lembra que sugeri fazer um piquenique no Parque da Ferradura? Aqui em Canela tem uma empresa, a Brigadeiros da Serra, que faz doces gourmet dos deuses. Sempre que rola um evento aqui em casa encomendo algumas gostosuras da Chy (a proprietária que faz tudo pessoalmente). Tudo é preparado com os melhores ingredientes e com todo o capricho e amor, o que dá pra sentir a cada bocada!

Enquanto a equipe do VS estava aqui, aproveitamos pra fazer a nossa reunião mensal e adivinha o que pedi? Então a Fê te conta, mais uma vez, o que provamos, porque sou suspeita pra falar dos Brigadeiros, sou super fã, confesso. 😀

“Buscando adoçar o seu passeio? Vá de Brigadeiros da Serra com espumante, não tem erro! Experimentamos vários e aprovamos todos. Branquinho, leite ninho com nutella, churros, branquinho com oreo, chocolate belga e chocolate belga com morango. Além disso, provamos o divino bolo vulcão de brigadeiro belga, uma explosão de chocolate. É tudo tão gostoso que, desta vez, juro que fiquei sem palavras! E pra equilibrar a doçura, a melhor pedida é um espumante Nature, que não contém açúcares e oferece uma acidez equilibrada. Um dos nossos preferidos aqui do Sul é da marca Adolfo Lona. Produzidos nos métodos champenoise (tradicional) e charmat, em Garibaldi, a empresa tem excelentes rótulos e tornou-se uma das melhores do Brasil e número 1 pra acompanhar nossos encontros.”

E agora produção, como faz pra morar na Serra e não engordar uns 20kg? É bem difícil! Mas por isso o negócio é caminhar, caminhar e caminhar, sempre que tiver a oportunidade. Falando nisso, se ficar mais tempo por aqui, vá caminhando de Canela à Gramado e volte também, são 14km, mas você nem sente, porque nesse trecho da Avenida das Hortênsias tem muitas coisas pra conhecer. É uma caminhada leve, experimente!

Bom, esses foram os Roteiros I e II sugeridos, espero que tenham curtido porque preparei com bastante carinho. Só indiquei o que gosto de verdade, afinal me sinto anfitriã de vocês aqui. E ainda nessa semana tem mais post, com os roteiros III e IV, fique ligado! 😉

LEIA MAIS:

QUE TAL CONHECER GRAMADO E CANELA FUGINDO UM POUCO DO ÓBVIO? | PARTE II

EXPLORANDO A SERRA GAÚCHA COM CRIANÇAS

GRAMADO AO AR LIVRE, PARA OS AMANTES DE ATIVIDADE FÍSICA – POR MARIA CRISTINA SCHOKAL

COLABORAÇÃO:

Secretaria Municipal de Turismo – Município de Gramado

54 3286-0228 | Gramado Inesquecível

Bustour

(54) 3286-7777 | vendas@bustour.com.br | Facebook | Instagram

Atendimento por telefone: de segunda a domingo das 9h às 18h30.

Empório Canela

Rua Felisberto Soares, 258, Centro – Canela/RS

(54) 3031-1000 | Facebook | Instagram

Funcionamento: das 11h30 às 23hs, exceto terça-feira.

Chocolates Prawer

Avenida das Hortênsias, 4100 – Gramado/RS

(54) 3286-1580 | chocolate@prawer.com.br | Facebook | Instagram

Visitação: de segunda a sexta das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h.

Magnólia

Rua Dona Carlinda, 255, Centro – Canela/RS

(54) 3278 0102 | Facebook | Instagram

Funcionamento: de terça a sábado a partir das 19h | sábados das 12h às 14h.

Um domingo por mês tem o Brunch do Magnólia, a partir das 11h.

Confeitaria Martha

Avenida Julio de Castilhos, 151, Centro – Canela/RS

(54) 3282-4190 | Instagram

Funcionamento: de terça a domingo das 10h às 20h30.

Espaço 273

Rua Tenente Manoel Corrêa, 273, Centro – Canela/RS

(54) 3282-2726 | Instagram

Funcionamento: de quarta a sábado das 11h30 às 22h30.

Brigadeiros da Serra

(54) 99969-4544 (tbem whats app) | celebrecom@brigadeirosdaserra.com.br | Facebook | Instagram

Encomendas: de quarta a sábado pelas as redes sociais, entregam onde você estiver hospedado.

Adolfo Lona

ADEGA EM GARIBALDI / RS

Rua Amazonas, 373, São Francisco | (54) 3462-4014/4124

ESPAÇO / LOJA EM PORTO ALEGRE / RS

Rua João Abott, 721, Petrópolis | (51) 3022-4495 | comercial@adolfolona.com.br | Facebook

Pousada Encantos da Terra

Rua Tenente Manoel Corrêa, 282, Centro – Canela/RS

(54) 3282-2080|3282-6001|98418-6407 (whats app)| pousada@encantosdaterra.com.br | Facebook | Instagram

REFERÊNCIAS:

Lago Negro

Rua A. J. Renner, bairro Lago Negro – Gramado/RS

Visitação: aberto 24 horas. Não há cobrança de entrada no parque.

Pedalinhos: funcionam das 8h30 às 18h | cisne: R$ 15,00 para 2 pessoas e 1 criança até 3 anos | caravela: R$ 25,00 para 2 adultos e 2 crianças até 8 anos.

Parque da Ferradura

Rodovia RS 466, km 12 – Canela/RS

Visitação: de terça a domingo das 9h às 17h.

Ingresso: R$ 12,00 para adultos e R$ 6,00 para crianças.

Por Aline Maldaner

Deixe um comentário

2 comentários em “QUE TAL CONHECER GRAMADO E CANELA FUGINDO UM POUCO DO ÓBVIO? | PARTE I”

  1. Paula Kohl disse:

    SENSACIONAAAAAALLLLLL! MATERIA LINDA .. DIVULGAÇÃO DOS ATRATIVOS DE UMA FORMA DELICADA E COM MUITO AMOR!
    AMEI GURIAS
    SAUDADES
    PAULINHA

    • Aline Maldaner disse:

      Olá queridona!!! Que felizes que ficamos com teu feedback! Mais uma vez muito obrigada por nos receber com tanto carinho! Vocês são demais! Um super beijo de toda a turma e voltaremos!