ROAD TRIP: PRAIAS URUGUAIAS

30.11.2016 | Destinos, Litoral Uruguaio, Uruguai

Road Trip Praias Uruguaias

O litoral uruguaio é um dos meus lugares favoritos para passar o verão, em especial no mês de janeiro, que é quando a movimentação mais forte acontece por lá. O povo é de fiesta, simples e acolhedor. Além da natureza linda e praias muy hermosas, a comida é uma delícia, e as opções são bem democráticas. Sabe aqueles destinos sem erro? Uruguai! Já falamos muito no blog sobre Montevidéu, você pode conferir no Leia Mais, ao final deste post. Descubra mais sobre gastronomia, música e cultura desse país encantador.

Para quem é do sul do Brasil, é uma alternativa econômica e descomplicada. Como já fizemos algumas vezes essa road trip, vou dar dicas pra quem opta por ir de carro, e curtir a estrada com paradas de encher os olhos e o coração.

Se você não tem a sorte de viver em Porto Alegre como eu e estar perto dos hermanos mais buena onda do Mercosul, não fique triste, fale com seus amigos gaúchos, pegue um avião e venha pra cá. 😉

A gente se diverte muito, sente vibe:

O caminho é lindo e com opções para todos os gostos. Os principais pontos são o Forte Santa Tereza, Punta Del Diablo, Cabo Polonio, La Pedrera, La Paloma e Punta del Este. Nos identificamos mais com La Pedrera, que é chamada carinhosamente pelos locais de La Pedre. Sede preferida e sugestão imperdível do Volto Segunda.

Imperdível Volto Segunda

Entre Porto Alegre e o Chuí, na fronteira, são 519km pela estrada.  Se tocar direto, com paradas breves, a viagem leva em torno de 5 horas, de acordo com o ritmo de cada um. Em mais 4 horas você chega em La Pedrera, por exemplo. Mais adiante, faço uma breve descrição de cada praia e as distâncias entre elas, assim fica mais fácil programar a viagem, conforme se identificar com cada local.

Fronteira!

As estradas uruguaias são bem melhores que as nossas e não tem radares eletrônicos (pardais). Eventualmente tem polícia, como na alta temporada, no verão. São furgões brancos, sem sinalização específica e ficam parados num canto da estrada. Na maioria das vezes dá pra ver, mas você tem que ficar ligado sempre. A velocidade permitida é em media de 90 Km/h.

Com relação a gasolina, tem alguns postos ao longo do caminho, mas sugiro reabastecer perto de Pelotas. Fique atento ao longo do trecho da Reserva do Taim, existe um posto no início e outro no fim da estrada, não há postos durante todo o trecho da reserva, porém os preços não compensam. Ah, a propósito, a Reserva do Taim, ainda no Brasil, é a mais importante do Rio Grande do Sul e fica a 200km ao sul de Pelotas. Possui 33.000 hectares, com ecossistema pantanoso e com fauna e vegetação típicas. Você verá ao longo dos 16km, animais silvestres como jacarés, lontras, capivaras, ratões-do-banhado e até mesmo lobos marinhos. É preciso ter muito cuidado, pois os animais cruzam a estrada com frequência, por isso a velocidade máxima é de 60km/h. Existem 2 radares eletrônicos ao longo do caminho. Vale a vista! E apesar de não ter acostamento, as pessoas param mesmo assim para tirar algumas fotos da natureza pitoresca do local. Confere aqui:

Neste post faço uma breve descrição de cada parada ao longo dessa road trip, pois mais adiante falaremos com detalhes de cada destino. Para descomplicar, separei algumas informações que podem ser bem úteis, como as distâncias entre os principais pontos do caminho, os valores dos pedágios  e as melhores paradas na ida, o que também vale para a volta. Além disso, alguns principais postos de gasolina, para que você não fique, em hipótese alguma, numa roubada e informações básicas do Uruguai e seu litoral.

Aqui você tem uma noção de distância entre os pontos, que serve como guia:

Mapa litoral uruguaio

Santa Teresa

Fica há uns 40km do Chuí. Uma opção diferente para o verão, um Parque Nacional que conquista pela bela reserva de flora e fauna, ideal para caminhadas ou passeios de carro. Praias oceânicas extensas, atrativos históricos como a Fortaleza de Santa Teresa e o melhor camping do Uruguai. Destino de muitas famílias e surfistas uruguaios e da fronteira. Fomos lá na volta de uma das nossas viagens pensando que era um lugar pequeno, mas o local é surpreendentemente grande, vale passar pelo menos 2 dias. Queremos voltar e contar mais.

Punta Del Diablo

Fica logo depois de Santa Tereza, a uns 45 km do Chuí. É um povoado de pescadores situado ao lado do Parque Nacional de Santa Teresa, no Departamento de Rocha. Tem uma arquitetura interessante e muita festa. O povo uruguaio é bem família e por isso tem muitas, conforme a praia. Mas o destaque aqui é a festa, com público dos 20 e poucos, alguns bares e danceterias grandes, a balada começa as 2 da manhã e acaba por volta das 10h, em plena luz do dia. Leve óculos escuros, você vai precisar. 🙂

1398

Cabo Polonio

Fica a uns 60 km de Punta Del Diablo. É um povoado alternativo. Próximo a sua costa, localizam-se três pequenas ilhas que servem de morada para lobos-marinhos: La Rosa, La Encantada e El Islote. A vibe aqui é roots, bem rústica mesmo. Você se sente numa comunidade alternativa dos anos 70. É linda! Dizem que a noite as estrelas são um espetáculo. Contaremos mais sobre esse lugar pitoresco nos próximos posts. Não perca.

Cabo Polonio

La Pedrera

Fica a uns 98 km de Punta Del Diablo. A mais antiga das praias de Rocha, La Pedrera, destaca-se pela sua beleza natural e localização em uma falésia de rochas a quarenta metros sobre o nível do mar. A praia se converteu em destino na temporada alta, distinguindo-se pela sua exclusividade casual, suas novidades gourmet e sua interessante vida noturna, sem perder o toque de tranquilidade e boemia chique. Nosso destino preferido. Aguarde o post completo. 😉

Sunset La Pedrera

La Paloma

Fica ao lado de La Pedrera, a 12 km. É uma cidade balneária marítima, localizada no Cabo de Santa Maria, também no Departamento de Rocha. Um dos destinos mais populares da costa. Dizem ser a praia preferida por famílias de toda a região, que encontram aqui propostas para todas as idades. Praias cheias, ondas para o surf e stand up paddle, tesouros históricos e movimento à noite. Tem como ícone um farol.

La Paloma

Punta del Este

Fica a uns 120 km de La Pedrera. É a praia mais cidade do Uruguai, localizada no estado de Maldonado.  É considerada o balneário mais luxuoso da América do Sul. Conhecida pelo Cassino Conrad e Casapueblo, uma casa com estilo grego, do artista Vilaro. Com o Pôr do Sol mais lindo e badalado do país, em Punta Ballena. Próxima fica também a charmosa praia de Jose Ignacio. Vale conferir! Fomos várias vezes, ainda escreveremos sobre elas.

Los dedos

Pedágios:

  • Eldorado do Sul (BR-290KM) KM 110 R$ 7,10 – este na volta não paga 😉
  • Pelotas-Cristal (BR-116KM) KM 430 R$ 11,40
  • Pelotas-Retiro (BR-116KM) KM 510 R$ 11,40
  • Rio Grande-Capão Seco (BR-392KM) KM 52 R$ 11,40
  • Se você for para Punta del Este, o pedágio é de 90 pesos uruguaios e também pode ser pago em reais ou dólares.

Paradas:

  • Gosto muito do Paradouro Grill na BR-116, km 428 que é 24h. Fica em Cristal, logo antes do pedágio Pelotas-Cristal (Km 430). Comida honesta e excelente parada para o banheiro.
  • Hotel Bertelli – melhor comida que tem no Chuí, que é uma cidade com pouca infraestrutura, apesar dos free shops. Sempre almoçamos aqui, pois saímos cedo de Porto Alegre e chegamos por volta das 12h. Comida honesta e preço justo. Restaurante do Hotel – Rodovia BR-471, s/n – Centro, Chuí.

Principais postos de gasolina (Brasil):

  • Posto Charrua (BR-116KM) KM 455
  • Posto Japonês Ipiranga (BR-116KM) KM 482
  • Posto Corrientes sem bandeira (BR-116KM) KM 492
  • Posto Megapetro (BR-116KM) KM 512
  • Posto Sym (BR-116KM) KM 518
  • Posto Ongaratto (BR-392KM) KM 42
  • Posto Ipiranga Serra Forte (BR-392KM) KM 42

Como geralmente elegemos uma região para passar mais dias e as distâncias entre as praias é pequena, muitas vezes não é preciso abastecer no Uruguai. Tudo depende da sua opção de roteiro.

Radares eletrônicos (pardais):

Na BR- 116 e BR-392 existem alguns radares, mas a sinalização é bem clara. No trecho da Reserva do Taim existem dois, mas são bastante evidentes e lá você deve ir realmente devagar em função dos animais. Seja paciente. Já chegando perto do Chuí, é preciso se ligar, pois a sinalização não é tão clara. Passando Santa Vitória do Palmar, mais uns 5km, do lado esquerdo, há um pardal que não está bem sinalizado. Fique atento para evitar multas e ter uma viagem tranquila.

Fique Atento Volto Segunda

Língua oficial: espanhol.

Localização: o litoral fica ao leste da capital Montevidéu e, na sua maioria, é banhado pelo Oceano Atlântico.

Quantos dias para conhecer: isso depende de quantos destinos você pretende explorar. Se optar por conhecer todos os pontos citados aqui, minha recomendação é ao menos 3 noites em Punta del Diablo, 3 noites em La Paloma e mais 3 em Punta del Este. Estas praias tem mais estrutura e opções de estadia e são pontos chaves, próximos de outras praias, que falo logo mais. Nós do Volto Segunda, preferimos La Pedrera, que fica ao lado de La Paloma. Ficamos hospedados lá (nossa sede) e passamos 1 dia em cada praia, fazendo o deslocamento e voltando a noite para La Pedre. Normalmente nossa trip dura 1 semana.

Documentação necessária: brasileiros necessitam apenas apresentar a carteira de identidade (RG) com foto atualizada e em bom estado de conservação (validade máxima de 10 anos e foto atualizada) ou passaporte válido. Outros documentos de identificação não são aceitos para fazer a imigração. Não é necessária nenhuma vacina específica. Para entrar na fronteira você precisa de passaporte, ou carteira de identidade (nova, em bom estado e pode não ser aceita em menos anos se você estiver muito diferente). CNH não é válida. Não esqueça, evite contratempos. 😉 E para circular no país de carro, você precisa de uma autorização, a Carta Verde, seguro obrigatório para veículos que ingressam em países do Mercosul. O objetivo do seguro é proteger terceiros afetados por acidentes de trânsito, no período da viagem. Contate sua seguradora.

Como chegar: outra opção econômica e alternativa ao carro é o ônibus, mas a viagem pode durar até 15 horas, conforme o destino. Você pode pegar um ônibus via Pelotas ou Rio Grande até o Chuí e de lá partir para as praias. Informe-se na Rodoviária de Porto Alegre e na empresa uruguaia EGA. De avião, através das companhias LATAM, Azul e Gol com voos diretos a Montevidéu e no verão, a Punta del Este. Existem ainda voos com Aerolineas Argentinas , porém com conexões em Buenos Aires e Santiago, o que tornará sua viagem mais longa e cansativa. Eventualmente algumas companhias disponibilizam voos até Punta de Este, portanto informe-se. O Aeroporto Internacional de Carrasco fica a uns 110 km de Punta del Este.

Melhor época para ir: no verão, entre os meses de dezembro e março. Recomendo mês de Janeiro, que é alta temporada e um mês intenso de programações por lá. 😉 Uma rotina uruguaia. Para quem curte festa, o carnaval uruguaio dura 40 dias e ocorre entre o início de fevereiro e vai até meados de março. E talvez um retorno na Páscoa, quando encerram a temporada, fechando os restaurantes e bares.

Clima: no verão as temperaturas são bem agradáveis, de dia calor, mas dá aquela esfriadinha a noite. Leve um casaquinho extra.

Moeda local: peso uruguaio. Você pode trocar a moeda nas casas de câmbio locais. Devido a inconstância da nossa moeda, confira o câmbio antes de embarcar. A dica é parar no Chuí e trocar lá em casas de câmbio na Avenida Brasil. Sempre encontramos as melhores cotações e não nos preocupamos mais com isso.

Onde ficar: no geral, as acomodações têm preços acessíveis, semelhantes aos do Brasil e além de hotéis, você pode optar por hostels, ou sistema Airbnb. Punta del Este e José Ignacio são as praias mais caras, mas também com mais estrutura.

Transporte local: em Punta del Este há táxi, mas na grande maioria não, então a melhor saída é ir de carro mesmo ou alugar um.

Segurança: o litoral uruguaio é bem tranquilo e as pessoas andam muito a pé, tanto de dia quanto a noite, especialmente nas praias menores, como La Pedrera e Punta del Diablo. Mas sempre é prudente guardar no cofre ou em um local seguro seus pertences de maior valor e o dinheiro.

Voltagem: 220 V e as tomadas não seguem um padrão. Leve adaptador universal de tomadas.

Fuso horário: 0h (horário de Brasília). Montevidéu também tem horário de verão (+1 h).

Compras: primeira parada deve ser no Chuí, cidade que vive de compras, com inúmeros Free Shops. A dica é fazer as compras na volta, caso sobre plata. Outra dica bacana é que no Uruguai você pode obter o reembolso de impostos para estrangeiros. Funciona bem em Punta del Este, que é mais estruturado e o fluxo de turistas é maior. Funciona assim: é preciso pedir nas lojas, restaurantes e até supermercados, um formulário livre de impostos Global Blue e obter um carimbo na alfândega, ao sair do país. O montante referente aos impostos uruguaios é todo devolvido no seu cartão de crédito. Vale muito a pena, assim você já abate algumas despesas feitas na própria viagem ou guarda para a próxima. 😉  Em caso de dúvida ao entrar no país, na aduana você encontra um balcão de informações, onde pode confirmar esses detalhes. Ah, importante, parando lá saiba que abrirão as malas, por isso fique atento a cota de compras que é de US$ 300, por ser uma viagem terrestre.

Dica Volto Segunda

Ainda sobre impostos, com relação a alimentação, saiba que pagando com cartão de débito ou crédito internacional, você terá o desconto do IVA na hora. Mas avise o garçom antes de fechar a conta. Esse benefício existe há algum tempo e vem sendo prorrogado anualmente desde 2013,  informe-se.

E aí, prontos pra colocar o pé na estrada? Aproveita e vai curtindo a playlist As 50 mais tocadas no Uruguai no Spotify do Volto Segunda 😉

Fique ligado nas redes sociais do blog, que nas próximas semanas vamos contar muito mais sobre as principais paradas da nossa super Road Trip pelas Praias Uruguaias. Espero que curtam! 😉

Besitos,

Road Trip <3

Este post foi atualizado em JANEIRO DE 2018.

LEIA MAIS:

ONDE FICAR EM MONTEVIDÉU – URUGUAI

FAZENDO A MALA PARA O FRIOZINHO DE MONTEVIDÉU

O QUE CONHECER EM MONTEVIDÉU – URUGUAI

URUGUAI, A TERRA DOS VINHOS TANNAT

A GASTRONOMIA DE MONTEVIDÉU – DIVERSIDADE E TRADIÇÃO

COMPRAS EM MONTEVIDÉU

“LA MOVIDA” DE MONTEVIDÉU – URUGUAI

URUGUAI, O PAÍS DO ROCK, DA CUMBIA E DA MURGA

RECEITAS DO MUNDO: URUGUAI

Por Maria Elisa Tartoni

Deixe um comentário

6 comentários em “ROAD TRIP: PRAIAS URUGUAIAS”

  1. VINICIUS SANTINI disse:

    MUITO BOM O BLOG DE VOCÊS! PARABÉNS!!!

  2. Carolina disse:

    Olá! Eu e meu noivo iremos para La Paloma no final do ano, e pesquisando sobre o lugar, caí no blog de vocês. Os posts são muito informativos, e tô pegando várias dicas, obrigada! Parabéns pelo blog!!

    • Maria Elisa Tartoni disse:

      Obrigada Carolina! Ficamos super felizes em poder ajudar. Que você tenha uma experiência incrível no litoral uruguaio. Não deixe de conhecer La Pedrera também. Uma delícia de praia.

      Beijos e bom proveito! ????

  3. Sandina, Tássia & Mascota Pastelina disse:

    fantástica as dicas!
    janeiro estamos partindo para 20 dias por rodovias uruguaias.

    • Aline Maldaner disse:

      Uhhhuuulll Rodrigo, essa road trip é demais, será incrível! Ficamos felizes que curtiram nossas dicas, continuem nos acompanhando pois sempre temos novidades. Além disso, marque @voltosegunda em suas fotos para podermos acompanhar sua jornada. Somos apaixonados pelo Uruguai! Boa viagem! Abração da equipe Volto Segunda