VIAGENS DE BLEISURE PELOS ESTADOS UNIDOS, POR ANA CAROLINA VELASCO

28.04.2016 | Business Trip, Convidados, Estados Unidos, Explorando as Cidades, Projetos Sociais

Olá, sou Ana Carolina e trabalho em uma organização sem fins lucrativos em São Paulo, Capital. Chama-se GIFE (Grupo de Institutos, Fundações e Empresas), é uma associação de investidores sociais, sejam empresariais, familiares ou independentes, que investem em causas sociais. Trabalho na área de relacionamento e desde 2011 organizo as delegações internacionais, para participarmos de conferências sobre filantropia.

Vou contar um pouco sobre as viagens para conferências americanas, misturando com lugares deliciosos pós-conferência, as famosas viagens de Bleisure (business+leisure = negócios+lazer).

A nossa primeira foi para a conferência anual do Council on Foundations em 2011, uma associação similar ao GIFE, mas beeem maior, já que temos 130 associados no Brasil e eles, mais de 1.000. O setor de filantropia nos Estados Unidos tem uma estrutura organizada faz mais tempo, há mais pessoas envolvidas e trabalhando na área. Além disso, existem outras legislações que facilitam a viabilização de recursos financeiros para o bem público.

Estávamos em 10 brasileiros. O evento tem o tempo bem otimizado (painéis durante os cafés da manhã, almoço e jantar), mas conseguimos uma brecha pra sairmos apenas entre nós e conhecermos um pouco do local. Philadelphia é muito bonita, uma cidade antiga – a primeira capital dos Estados Unidos – de onde partiram ideias como a da revolução que resultou na independência do país (4 de julho de 1976). Passamos por alguns pontos turísticos como a escadaria do filme do ‘Rocky Balboa’ e jantamos no delicioso Buddakan.

Após a conferência, Adriana (da delegação, que veio ser a grande parceria dessas viagens) e eu, fomos para Boston, onde mora minha amiga Débora – não é muito perto, mas já que estávamos lá, demos um pulinho pra curtir a cidade. É linda e com visitas “obrigatórias” aos belos parques (não é a toa que Gisele Bünchen está sempre passeando com os filhos por aí, rsrs), a Harvard University e a Newberry Street cheia de lojas bacanas.

Eu, Adriana e Débora (da esquerda pra direita) nos belos Parques de Boston em 2011

Harvard University

Também aproveitamos pra dançar numa balada que até hoje é super cool, gerenciada pelo marido da Débora e, pra quem passar por lá, vale a pena conhecer, a The Cure.

No retorno da balada, veja quem encontramos num painel no táxi, a Débora. Muito chique minha amiga!

Em 2012, a mesma conferência, foi em Los Angeles. Esse evento tem algo bacana de chamar atenção às causas locais e foi muito interessante ouvir da atriz Julia Ormond (filme Lendas da Paixão) sobre sua organização ASSET  Alliance to Stop Slavery and End Trafficking, dedicada a erradicação de trabalho escravo, dando voz às vítimas e a essa causa. Na ocasião, uma mexicana apresentou suas dificuldades ao trabalhar como costureira na periferia de Los Angeles com tantas outras pessoas que não conseguiam sair daquele modelo de “dever sempre ao patrão” e permanecer naquele modelo de vida.

Dando continuidade ao ano anterior, minha “parça” Adriana e eu, aproveitamos mais uns dias pela costa da California. Alugamos um carro direto pelo car rental do hotel, e seguimos nosso passeio. Ah, esqueci de comentar que sou meio “freak addicted” com internet e já tento comprar chip quando chego no aeroporto. As vezes não tem, e a primeira pergunta no check-in do hotel é sobre uma T-mobile ou ATT. Vale muito a pena comprar um plano, trocar o chip (o iphone permite que você mantenha o seu número no whatsapp) e aí, fica muito mais fácil viajar. 😉

Bem, os planos estavam soltos. Sabíamos que desceríamos pra San Diego, mas tínhamos um dia e noite livres por aí… Aproveitamos para passear na famosa Rodeo Drive, babamos em todas as lojas tops e descemos para o sul do país. De pontos turísticos de Los Angeles gostaria de registrar um restaurante “must go”, extremamente charmoso o The Ivy e para um drink a noite, vale ir no rooftop do Mondrian Hotel – Sky Bar.

Imperdível Volto Segunda

Queríamos conhecer as cidades da orla, da região de Orange County e no fim do dia, decidimos entrar em Laguna Beach, uma cidade encantadora. Bem oposto do que se imagina de americanos, Laguna (e as cidades da costa oeste) tem uma pegada mais descolada de praia, comidas saudáveis, ciclistas por todos os lados, pessoas jantando ao ar livre, circulando entre as galerias com suas taças de vinhos…ah! foi ali mesmo que decidimos passar a noite. Foi uma ótima escolha, já que no dia seguinte fomos brindadas por golfinhos que brincavam tranquilamente entre as pranchas de stand up paddle.

Laguna Beach em 2012

Tínhamos reserva em San Diego, num Marriott, aliás, é normalmente minha escolha. Como trabalhei na rede, sei que há muitas opções, de várias marcas e super cômodos. Faço as reservas pelo próprio aplicativo e também já carrego comigo um formulário Friends and Family (tarifa de associado que garante desconto para o funcionário ou ex e para seus amigos e familiares) que sempre ajuda. Buenas, depois daquele ar de cidade pequena, San Diego não foi tão convidativa e voltamos para mais uma aventura em Laguna, onde curtimos a night (mentira, rsrs, porque o lugar lindo que escolhemos fechava cedo). Fomos agraciadas pelo pôr do sol no mar a partir do rooftop do hotel La Casa del Camino. Teriam opções mais fortes de baladas, mas estávamos na onda de procurar os golfinhos na manhã seguinte.

Praia La Jolla, a caminho de San Diego, em 2012

Nas viagens, sempre tem aquele último dia que você acha que não comprou o suficiente e quer “torrar” seus últimos dólares né?! rsrs… Imaginem que a nossa tentação foi a Whole Foods….my god! Só orgânicos, comidas e produtos deliciosos, cremes, sabonetes… uma tentação, além do que, o fundador é também criador de um movimento muito bacana do capitalismo consciente, Conscious Capitalism, que tem o propósito de gerar prosperidade de forma humanizada.

Em 2013, eu tive meu pequeno Mateus e não pude participar da viagem, que foi em Chicago.

Para 2014, propusemos outra conferência: o Global Philanthropy Forum, um evento menor, para filantropos de várias partes do mundo. Foi em Redwood City – California, um lugar mais isolado, bem perto de San Francisco. O fato de ser no Vale do Silício (Silicon Valley) proporcionou a oportunidade de conhecer uma das grandes empresas de tecnologia, que também tem sua fundação: a Google Foundation, que financia projetos de tecnologia que tenham impacto social.

Visita inesquecível ao Grupo Google no Vale do Silício, em 2014

Fique Atento Volto Segunda

Na viagem pós-conferência, resolvemos descer a famosa Highway 1 até Los Angeles. O aprendizado aqui foi não alugar o carro direto no aeroporto. Vale mais a pena alugar pela internet, além do que, fica bem claro o que você solicitou e contratou. Nós tivemos dor de cabeça na entrega do carro em Los Angeles, embora tivéssemos avisado, não constava no nosso registro.

Bem, a orla é linda, há diversas informações dessa rota de viagem e eu só ratifico o quanto vale a pena parar em Carmel com praia delícia e vários restaurantes gostosos, e em Big Sur, vale a parada no restaurante de estrada com uma mega vista: Nephenthe.

Vista Highway 1

A viagem de 2015 foi para Washington. Estou sendo repetitiva, mas realmente acho as cidades muito bonitas. São planejadas, arborizadas, com casas, museus, cafés, lojas… enfim, não sei se é o clima, o grupo, as palestras, ou os temas das mesas, mas esses encontros são sempre muito prazerosos. Dessa vez, não teve viagem de pós, mas já estou sonhando com as próximas!

Então querido leitor, quando for viajar a trabalho, pesquise previamente o que a cidade e seus arredores oferecem. E assim, aproveite ao máximo as oportunidades de fazer essa gostosa mistura de viagens de trabalho com lazer, tudo fica mais leve e divertido!

Gostou da ideia? 😀

Sobre as conferências da área social, deixo aqui mais algumas sugestões:

European Foundation Center

National Center for Family Philanthropy

Outros calendários: www.wingsweb.org/?page=conference_calendar

Fernando, o pequeno Mateus e eu

Por Ana Carolina Velasco

Ana Carolina Velasco é Gerente de Relacionamento e Articulação do GIFE. Mãe do Mateus, seu parceirinho de várias viagens, formada em hotelaria, onde conheceu seu marido Fernando, e ama se aventurar por aí. Foi roomate da sócia editora deste blog, Aline Maldaner, que até hoje é sua irmã do coração.

 

Por Aline Maldaner

Deixe um comentário