O QUE CONHECER EM MONTEVIDÉU – URUGUAI

30.06.2016 | Destinos, Explorando as Cidades, Montevidéu, Uruguai, Viagens Curtas

LA RAMBLA

Quando chegamos a Montevidéu vindo do Aeroporto de Carrasco, sempre entramos pela Rambla e percorremos toda a sua extensão até adentrar na cidade rumo ao nosso destino de hospedagem. Essa sensação é gostosa demais, porque essas trips nos reservam muitas coisas boas e o visual é matador!

1113

Trazendo para nossa realidade, seria a Avenida Beira Mar com um belo calçadão. Só que neste caso é o Río de La Plata que banha a cidade, mas você vai jurar que é mar, afinal trata-se do maior estuário (braço de mar que se forma pela desembocadura de um rio) do mundo.

1105

Chamam de Ramblas, no plural, pois a avenida vai mudando de nome ao longo da sua extensão de 22 km, por exemplo: Ramblas de Pocitos e Republica Del Peru que são comparadas com Copacabana e Balneário Camboriú, Rambla Punta Carretas onde está a Plaza Daniel Muñoz e assim por diante.

1123

Quando o sol brilha é um espetáculo, mas mesmo nos dias cinzentos e frios tem seu charme, porém se o passeio for a pé, vá bem agasalhado porque venta muito.

Os montevideanos têm um caso de amor com a Rambla, que é ponto para a prática de esportes como corrida, futebol, futebol americano e rúgbi (esporte comum por lá). Outros vão apenas passear com a família, namorar e tomar mate, se você já veio para o Rio Grande do Sul é equivalente ao nosso chimarrão. Ah, e quando a seleção de futebol do Uruguai ganha alguma partida, lá vira festa, já tivemos o prazer de presenciar tal evento!

Post 3_O que Conhecer_Foto 6

Para os adeptos da meditação é um lugar bacana para conectar-se com a natureza e silenciar um pouco. Você ainda pode alugar uma bicicleta e se aventurar, curtindo todos os cenários que ela exibe.

Você deve estar se perguntando: e aí, consigo pegar uma praia? A resposta é: no verão sim. A capital além de ser uma cidade portuária é também um balneário e a praia mais concorrida há muitos anos é a de Pocitos. O Uruguai tem outras praias lindas, mas parte do povo da capital acaba ficando por ali mesmo. A areia é fina e branca e as águas do Río de la Plata são calmas. A prefeitura mantém o controle microbiológico da qualidade da água.

Post 3_O que Conhecer_Foto 7

Fique Atento Volto Segunda

Ainda uma recomendação: quando estiver passeando pela avenida em áreas mais isoladas, fique atento e leve somente o necessário. Alguns suspeitos ficam de olho nos turistas.

Aproveite para conhecer também aí coladinho o Parque Rodó, um dos principais da cidade. É um lugar lindo com uma grande variedade de árvores que circulam um belo lago com patos, gansos e outras aves. Um parque de diversões, o Teatro de Verano, o Museu de Artes Visuais e um significativo número de monumentos e exposições, são alguns de seus atrativos. No domingo pela manhã tem uma feira de artesanato e roupas no centro do parque. Também é um passeio indicado para ir com crianças em função da pracinha, do parque de diversões e do pedalinho.

Post 3_O que Conhecer_Foto 10

MERCADO AGRÍCOLA DE MONTEVIDEO – MAM

Post 3_O que Conhecer_Foto 11

É parte do nosso ritual de boas-vindas na capital uruguaia ir ao Mercado, encontrar uma mesinha entre a Chopería Mastra e El Horno de Juan, escolher uma bela cerveja artesanal do variado cardápio da “Mastra” e uma pizza do “Juan”. Enquanto matamos saudades destas delícias, ficamos ali sentados, sem pressa, curtindo um happy hour com os uruguaios. Experimente!

O MAM com 100 anos de existência – era um centro de abastecimento da capital – foi totalmente restaurado em 2013 e renasceu no coração do Bairro Goes. Está aberto todos os dias da semana das 8h00 às 22h00 e oferece qualidade, segurança e conforto em ambiente climatizado (detalhe importante no frio que faz lá). São 107 estabelecimentos para explorar: lojas de frutas e verduras, lojas especializadas como para celíacos, produtos gourmet, variedade de carnes, frios, queijos, frutos do mar, produtos naturais, flores e plantas, lojas de utensílios para a casa, artesanato e uma grande praça gastronômica chamada “La Cocina del Mercado”, além de serviços financeiros e supermercado.

Post 3_O que Conhecer_Foto 17

IMG_9324

O grande barato é que de chegada você já vai se sentir como um montevideano, pois esse é um programa da rotina deles, dos locais. É onde ao final do dia fazem suas compras, jantam e relaxam com a família e amigos. Ah, as vezes tem música ao vivo! 😉

Post 3 - foto 20

O CENTRO

Descole um mapa turístico da cidade e comece pela Avenida 18 de Julio, que é a principal, onde está concentrado o comércio e casas de câmbio; o ideal é explorar esta parte durante a semana ou sábado pela manhã. No sábado à tarde e domingo as lojas fecham e tudo fica mais deserto.

Post 3_O que Conhecer_Foto 21

853

Passeando por aí, você poderá vivenciar o vai e vem dos uruguaios, então não tenha pressa, curta o momento. Logo verá a Fuente de los Candados, onde os enamorados colocam cadeados como sinal de seu compromisso, o que é comum de se ver na Europa.

827

829

Ainda nesta avenida está o prédio da Prefeitura, no qual a principal atração é o Mirador de La Intendencia, um mirante no topo. São 22 andares subindo por um elevador panorâmico e tanto no sentido do mar quanto da cidade, a vista é incrível. Em um guichê na entrada do prédio, retire o ingresso que é gratuito. Informe-se previamente sobre o horário de visitação, vale muito a pena! No entanto fique atento, se estiver chovendo ou ventando muito não permitem a subida.

1180

1230

1196

1249

Todos os domingos ocorre por ali, no cruzamento da Avenida 18 de Julio com a rua Tristán Narvaja, a tradicional Feria de Tristán Narvaja, contaremos um pouco a respeito no post sobre compras, aguarde! 😉

Numa certa altura do caminho, você avistará o emblemático e imponente Palacio Salvo, que com 95 metros, foi considerado o maior arranha-céu da América do Sul durante um bom tempo. Uma obra do italiano Mario Palanti, que também desenhou o “gêmeo” Palacio Barolo famoso na vizinha Buenos Aires. É possível realizar uma visita guiada e avistar de cima a Plaza Independencia, que é logo em frente. Consulte dias e horários de visitação.

Post 3_O que Conhecer_Foto 23

Bom, aí você já está na Plaza Independencia, que foi construída como um símbolo da expansão da cidade, justamente entre o Centro e a Cidade Velha = Ciudad Vieja. Em seu ponto central, está a grande Estátua de José Gervasio Artigas, herói nacional. Há um acesso através de escadas até o mausoléu subterrâneo, onde se conservam os restos mortais do paladino em uma urna. A estátua é obra do escultor italiano Angelo Zanelli.

Nas redondezas da praça está também a Torre Ejecutiva, atual sede da Presidência do Uruguai e o Palacio Estévez, antiga sede deste mesmo poder.

Post 3_O que Conhecer_Foto 28

E, finalmente, verá a Puerta de la Ciudadela, o que restou da muralha que dividia o centro da cidade velha.

Post 3_O que Conhecer_Foto 30

Quando atravessar este portal, você entrará na Ciudad Vieja…

A CIDADE VELHA

O Teatro Solís é a principal e mais antiga casa de espetáculos do Uruguai e está situado num majestoso edifício. A visita guiada em seu interior é um dos passeios mais procurados pelos turistas e não é pra menos, pois é um dos mais belos que já visitei.

Post 3_O que Conhecer_Foto 31

Foi inaugurado em 1856 e atualmente é administrado pela Prefeitura. Sua fachada tem estilo neoclássico e comparam ao “Teatro Carlo Felice” em Gênova, Itália. O tour começa no hall com uma rápida explicação. Em seguida, somos conduzidos para uma sala alternativa multiuso, chamada assim, pois é possível formatá-la conforme a necessidade para pocket shows, oficinas ou concertos, por exemplo. Demos sorte porque estava ocorrendo um ensaio e assistimos uma “palinha”. E finalmente a sofisticada sala principal, que tem capacidade para 1.250 pessoas sentadas e características típicas de teatros líricos, com plateia e quatro anéis, é de encher os olhos! Ainda no subsolo há uma sala de exposições.

Post 3_O que Conhecer_Foto 32

As visitas ocorrem diariamente, exceto em segundas-feiras e os horários variam de acordo com o dia da semana. Consulte o site do Teatro com horários dos tours guiados, valores e, além disso, a programação de espetáculos que é bem recheada, vale a pena conferir! 😉

Uma curiosidade, mesmo havendo uma imagem parecida com um sol na fachada do Teatro, o nome “Solís” é uma homenagem ao primeiro navegador a explorar as águas do Río de la Plata, o espanhol Juan Díaz de Solís.

Terminamos nossa visita no melhor estilo uruguaio, tomando um gostoso café com alfajores na Cafeteria do Teatro, chique hein? Você pode ainda dar uma passadinha na loja de souvenires, que tem muitas opções legais para presentear. Outra facilidade que o complexo oferece é o famoso restaurante “Rara Avis”, muito bem conceituado.

Você ainda tem seu mapa em mãos, certo? Então procure pela Plaza Constitución e siga nessa direção, ela foi a principal de Montevidéu durante o período Colonial. No centro dela, avistará uma bonita fonte, datada do século 19.

1090

Post 3_O que Conhecer_Foto 38

Verá também a Catedral Metropolitana, cujo projeto inicial é de 1790 e representa o neoclassicismo espanhol.

1085

A Ciudad Vieja vem passando por um processo de revitalização. É muito legal andar por lá curtindo os casarões, prédios históricos e a arte urbana. Para quem gosta de fotografar, recomendo observar os detalhes e fazer lindos registros.

Post 3_O que Conhecer_Foto 39

Post 3_O que Conhecer_Foto 40

 

Post 3_O que Conhecer_Foto 42

Se você estiver com fome, siga até o Mercado del Puerto, é uma caminhada de uns 20 minutos contando da Cidade Velha.

Post 3_O que Conhecer_Foto 1

Post 3_O que Conhecer_Foto 44

Post 3_O que Conhecer_Foto 43

Lá você encontrará muitos restaurantes especializados em parrilladas (carnes diversas assadas) com churrasqueiras a mostra, dentre outras coisas. Adoramos conhecer os mercados públicos das cidades, afinal é uma forma de entender um pouco da história e dos costumes do povo. Este local hoje em dia, é bastante visitado por estrangeiros por ser uma referência da culinária uruguaia, se come muito bem a preços para turistas. Veja mais no post sobre gastronomia, que logo estará no ar!

O imponente mercado em estrutura de metal, foi construído em meados do século 19, para atender as demandas dos navios que passavam pelo porto e das famílias mais abastadas que moravam nas redondezas. Recomendo a visita!

Ainda na Ciudad Vieja, não perca a oportunidade de conhecer o Café Brasileiro, aberto em 1877, o mais antigo do Uruguai. Essa região era usada para guardar café e cana de açúcar, por isso o nome. Aqui você degusta um café de excelente qualidade e medialunas muito saborosas. Vale a parada.

O CERRO DE MONTEVIDÉU (colaboração de Angélica Maldaner)

Popularmente conhecido como “El Cerro”, localiza-se adjacente à baía de Montevidéu, a aproximadamente 132 metros sobre o nível do mar. Em seu topo foi erguida a Fortaleza General Artigas (Fuerte del Cerro), que era um ponto estratégico na defesa da cidade. É uma das vistas mais bonitas do Río de La Plata e do centro da capital.

Na minha opinião, a melhor forma de chegar é de táxi. Negocie ida e volta para que o taxista aguarde até o final do seu passeio, pois lá em cima eles são mais raros e, como na cidade esse meio de transporte é razoavelmente barato, vale à pena. Se você estiver no centro, também é possível chegar ao Bairro Cerro tomando um ônibus comum, e da parada, caminhar até o topo. A pernada é tranquila, então para os mais empolgados e econômicos, vale a subida. Se você tiver alugado um carro, apesar de ser longe do centro (cerca de 20 km) o acesso é fácil, com ou sem GPS você chega na boa.

Em dias de muito vento, o passeio pode se tornar um pouco desconfortável. Pela altitude, é frio e venta bastante. Se puder escolher, opte por um dia bem ensolarado e de pouco vento, assim poderá passar umas horinhas lá, captar fotos sensacionais da vista, conectar-se com a natureza e agradecer. No dia que fomos, estava passando quase um twister, então foi difícil conseguir boas fotos, mas a vista é linda com qualquer tempo.

IMG_8158

Essa foto não é no Cerro, mas dá pra ter uma ideia da brisa que passa na cidade!

O horário de funcionamento do museu é de quartas à domingos, das 10h às 17h (confirme, pois os horários podem mudar) e a entrada é adquirida no local (algo como 30 pesos uruguaios). Construído entre 1809 e 1811, em homenagem ao herói nacional José Gervasio Artigas, o Forte do Cerro é um museu de armamento nacional e internacional e mostra outros aspectos da vida militar. Se puder chegar perto do horário de fechamento do museu, talvez tenha a oportunidade de assistir ao pôr do sol, que sempre é um belo espetáculo.

Recomendamos que fique atento e vá com mais pessoas, pois aí é o subúrbio da cidade, um bairro considerado perigoso. Como o visitei na primeira vez que estive em Montevidéu há muitos anos atrás, me senti segura e estava com mais gente, mas há relatos atuais sobre assaltos ocorridos no local e que não há muito policiamento. Mas não tenha medo, apenas preste atenção, afinal viajar é explorar e isso envolve coragem.

OTRAS COSITAS MÁS…

Para os amantes de futebol não pode faltar a visita ao Estádio Centenário, que foi construído para sediar a primeira Copa do Mundo de 1930, ocasião na qual a seleção Uruguaia foi campeã, legal não é? Eles oferecem visitas guiadas e as principais atrações são o Museu do Futebol e um mirante turístico. Está localizado no Parque Batle. Uma curiosidade, se você ouvir falar da “Celeste”, é como chamam carinhosamente a seleção uruguaia. Se animou? Então vá lá conhecer e assistir uma partida!

Dizem que vale a pena fazer uma visita guiada pelo Palácio Legislativo, um dos prédios mais imponentes da cidade, rico em detalhes no seu interior.  Ainda não tivemos a oportunidade de conhecer, mas se você for, nos conte depois. 😉 É importante consultar dias e horários de visitação.

Ainda se você gosta de arte, existem alguns museus que podem ser interessantes como o Museu del Carnaval, perto do Mercado del Puerto, e o Museu Andes 1972, que relembra a queda do avião com atletas uruguaios, que virou filme. Outro bem conhecido é o Museu Torres García, dedicado ao famoso pintor e desenhista uruguaio.

SOBROU TEMPO?

Se você ficar mais de três dias em Montevidéu e conseguir conhecer tudo, há dois destinos turísticos bem bacanas que pode visitar num bate-volta.

Um deles é Punta del Este que está a 120 quilômetros da capital. É uma praia muito bonita e super badalada, no verão vale a pena ficar pelo menos uma noite por lá. Se um dia estiver nos seus planos conhecer o litoral do Uruguai (região de Rocha), inclua esta praia no seu roteiro, caso contrário, vá desde Montevidéu mesmo.

Post 3_O que Conhecer_Foto 51

O outro é Colonia del Sacramento a 180 quilômetros da capital. O trajeto de ônibus é de aproximadamente 2h30 pra ir e o mesmo tempo para voltar. É possível conhecer esta pitoresca e charmosa cidade em um dia, mas fica um pouco apertado e você corre o risco de perder o pôr do sol, que é incrível! Nós fizemos esse passeio desde Buenos Aires de ferry boat pelo Río de la Plata, foi uma experiência inesquecível, e neste caso a viagem dura 2 horas, ida e volta. No entanto, se a capital Argentina não está nos seus planos, faça este bate-volta, valerá a pena! 😀

Portal Colonia de Sacramento_2

Ufa, você imaginava que tinha tanta coisa pra conhecer em Montevidéu? Guarde energia, porque a noite na cidade é maravilhosa! Preparei um post super completo, aguarde! 😉

Beijão e até lá,

Aline

LEIA MAIS:

INFORMAÇÕES BÁSICAS DE MONTEVIDÉU – URUGUAI

ONDE FICAR EM MONTEVIDÉU – URUGUAI

FAZENDO A MALA PARA O FRIOZINHO DE MONTEVIDÉU

URUGUAI, A TERRA DOS VINHOS TANNAT

A GASTRONOMIA DE MONTEVIDÉU – DIVERSIDADE E TRADIÇÃO

COMPRAS EM MONTEVIDÉU

“LA MOVIDA” DE MONTEVIDÉU – URUGUAI

URUGUAI, O PAÍS DO ROCK, DA CUMBIA E DA MURGA

RECEITAS DO MUNDO: URUGUAI

Por Aline Maldaner

Deixe um comentário