Orlando e o Mundo Mágico da Disney – Informações Básicas

01.08.2016 | Destinos, Estados Unidos, Explorando as Cidades, Orlando
the orlando eye

Orlando Eye

Orlando é sinônimo de entretenimento e diversão garantida. Segundo o órgão oficial de turismo, seriam necessários 60 dias para explorar tudo que a cidade oferece. É um destino bastante democrático, pois agrada crianças, jovens, adultos e idosos. E não se resume somente a parques temáticos. Existem opções surpreendentes de gastronomia, eventos culturais, vida noturna, além das mil e uma opções de compras, que enlouquecem os brasileiros.

Por mais que você conheça, sempre há algo novo, que surpreende e te faz mergulhar num mundo paralelo. Destino ideal para se desconectar do mundo real e relaxar a mente, não necessariamente o corpo. 😉

A Disney é um dos destinos preferidos dos meus pais e, por isso, ao longo dos anos fomos muitas vezes em família. Nossa última viagem foi em Maio, durante a primavera, uma das melhores épocas pra se estar lá. Na Flórida faz calor o ano inteiro, então minha sugestão é ir nesta estação, onde o colorido das flores torna a experiência mais leve e divertida, como todas as férias devem ser.

epcot na primavera

Epcot na Primavera

Passamos 7 dias no Grand Beach Resort, na região de Lake Buena Vista, perto dos parques da Disney. O resort faz parte de um sistema de time sharing* que meus pais adquiriram em 1996. Temos direito a uma semana por ano e há alguns não íamos. Pudemos recordar bons momentos e aproveitar todo conforto que o local oferece. Opções de hotéis não faltam em Orlando, para todos os gostos e bolsos. E esse tema rende um capítulo à parte. 😉

Programamos ficar uns dias a mais e por isso escolhemos o Cabana Bay. Hotel em estilo retrô, que reproduz a vida americana nos anos 50. Fiel a época e rico em detalhes, oferece suítes familiares que comportam até seis pessoas e mini cozinha. Área de lazer completa, ideal pra quem está com crianças. Ótimo custo-benefício. Fica ao lado dos parques da Universal e com transporte gratuito de 15 em 15 minutos. Escolha um quarto que não seja em frente à piscina. A vista é linda, mas o som que rola das 8h às 22h se escuta dentro do quarto. O DJ é ótimo, com repertório bem animado, mas se quiser dormir e descansar busque outra opção. Pergunte antes.

A seguir algumas informações importantes para evitar contratempos e curtir muito sua viagem. Confira:

Língua oficial: inglês. Fala-se também o espanhol pela forte presença de imigrantes latinos na região, e o português pela presença massiva de turistas brasileiros. Além disso, dentro dos parques temáticos da Disney, por exemplo, os atendentes têm plaquinhas sinalizando sua origem e língua nativa. Praticamente um mini mundo.

Localização: no estado da Flórida, sul dos Estados Unidos.

Quantos dias para conhecer: o período para conhecer as principais atrações, com tranqüilidade, seria de duas semanas. O ritmo dos parques é forte, então o ideal é fazer um dia parque, outro compras, um dia parque, outro curtir o hotel e assim por diante. Conforme o grupo de pessoas que você está, se todos tiverem com energia e preparo físico, dá pra fazer uma maratona e reduzir o número de dias. Mas lembre-se, são 4 parques da Disney, 2 da Universal, Bush Gardens e Sea World, fora os parques aquáticos. Então faça as contas. 😀

Documentação necessária: brasileiros precisam de passaporte com visto americano para ingressar no país. Mas, ainda assim, você passa pela polícia federal e obtém no ato um visto de permanência de turismo de até seis meses. Caso você tenha dupla cidadania européia, não precisa de visto. Observe a validade mínima do seu passaporte. Os americanos exigem seis meses, tanto para o visto quanto para o passaporte.

Como chegar: de avião, existem diversas companhias aéreas que fazem este destino, inclusive as nacionais Azul, Latam e Gol.

Melhor época para ir: alguns períodos são conhecidos pela superlotação nos parques, como o Natal, Réveillon, férias de verão dos EUA (junho e julho) e, em alguns feriados locais, como o Thanksgiving (na quarta quinta-feira de novembro) e o famoso Spring break (recesso de cerca de 10 dias no início da primavera, em todas as escolas e universidades, que pode variar de fevereiro a abril). Recomendo ir durante primavera, no mês de maio ou em setembro e outubro, quando você encontra atrações como o Hallowen ou eventos bacanas como o Food and Wine (mais informações nos próximos posts). Em janeiro e fevereiro chove com frequência. Os parques fecham mais cedo e os aquáticos não abrem, por isso não aconselho ir nessa época do ano.

Clima: tropical, mas com pouca chuva. Na maior parte do ano é quente e agradável. Em novembro, dezembro, janeiro e fevereiro a temperatura baixa a noite e chove mais. Em junho, julho e agosto é bem quente, média de 32°C.

palmeiras

Moeda local: dólar. Não costumam aceitar outras moedas e, obviamente cartões de crédito são amplamente aceitos.

Onde ficar: há diversas opções, vale pesquisar bastante. Existem hotéis internacionais e nacionais, resorts (alguns temáticos dos parques), motéis (hotéis de baixo custo), casas e apartamentos para alugar, airbnb. Veja referências de onde ficamos no final do post.

Transporte local: anda-se basicamente de carro, então a melhor opção é alugar um. O transporte público é limitado. Existem transfers para os parques e principais atrações, inclusive alguns hotéis disponibilizam gratuitamente o serviço. Informe-se onde estiver hospedado antes de ir, para evitar surpresas.

Fique Atento Volto Segunda

Segurança: muito seguro. Mas como circulam pessoas de todas as partes do mundo, sempre é bom ficar atento aos seus pertences e levar pouca coisa. Recomendamos deixar o passaporte no cofre do hotel e andar com uma cópia e documento de identidade.

Voltagem: 110 V e as tomadas, normalmente, possuem dois pinos chatos, conforme imagem abaixo. Leve adaptador de tomadas.

tomada americana

 

Fuso horário: – 1 h de Brasília, mas varia durante o ano. Lá também existe horário de verão, então a diferença pode chegar de 1 a 3 horas, dependendo do período:

Diferença de 1 hora (se no Brasil são 8h, em Orlando são 7h): até 18 de Outubro de 2015.

Diferença de 2 horas (se no Brasil são 8h, em Orlando são 6h): entre 19 de Outubro e 01 de Novembro de 2015.

Diferença de 3 horas (se no Brasil são 8h, em Orlando são 5h): a partir de 2 de Novembro de 2015 até 21 de Fevereiro de 2016.

Diferença de 2 horas (se no Brasil são 8h, em Orlando são 6h): 22 de Fevereiro a 13 de Março de 2016.

Diferença de 1 hora (se no Brasil são 8h, em Orlando são 7h): a partir de 14 de Março de 2016.

LEIA MAIS:

DICAS PARA EXTRAIR O MÁXIMO DOS PARQUES DE ORLANDO

MAGIC KINGDOM

EPCOT – O PARQUE MAIS ADULTO DA DISNEY

DISNEY HOLLYWOOD STUDIOS

ANIMAL KINGDOM

UNIVERSAL STUDIOS

ISLANDS OF ADVENTURE

THE WIZARDING WORLD OF HARRY POTTER

BUSCH GARDENS – O PARQUE DAS MONTANHAS RUSSAS

ORLANDO E O MUNDO MARAVILHOSO DAS COMPRAS

SEA WORLD

PARQUES AQUÁTICOS – DIVERSÃO NA ÁGUA

ORLANDO E SUA DIVERSIDADE GASTRONÔMICA

GASTRONOMIA DENTRO DOS PARQUES

VIDA NOTURNA EM ORLANDO

* time sharing­ – sistema que dá direito a uma semana por ano dentro em um hotel/resort, para acomodação em curtos períodos de férias.

Por Maria Elisa Tartoni

Deixe um comentário